Os exames que previnem o câncer de mama e quando fazer cada um

Os principais exames que devem ser realizados para prevenção do câncer de mama, quanto realizá-los e a inovação genética.

Segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), o câncer de mama é o mais comum entre as mulheres no mundo, depois do câncer de pele não melanoma, respondendo por cerca de 28% dos novos casos a cada ano.Estatísticas indicam crescimento de casos tanto em países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento. A estimativa é de 360 mil novos casos em 2018 no Brasil e, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), 1,6 milhões de novos casos por ano no mundo. 

Ainda segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer), quando o câncer de mama é diagnosticado precocemente, as chances de cura são superiores a 90%. No entanto, a taxa de mortalidade, ainda, é de 24%.Pensando na conscientização do tema, a radiologista Carla Benetti, gerente médica do Centro Especializado em Mama do Salomão Zoppi Diagnósticos, elaborou um infográfico com os principais exames que devem ser realizados para prevenção do câncer de mama.

Mamografia

 

O que é o exame: Trata-se de um exame de imagem que utiliza baixas doses de radiação para obtenção de radiografias da mama. Sendo o único de rastreamento com comprovação na redução da mortalidade por câncer de mama, através do diagnóstico precoce.

Como realizar: Esse exame é realizado por uma técnica de radiologia, que posiciona as mamas sobre uma espécie de bandeja acrílica. Após o posicionamento adequado, é realizada compressão da mama por uma outra bandeja, com o intuito de espalhar o tecido fibroglandular, permitindo a melhor visualização de possíveis lesões.

Preparo: Pede-se que a paciente não utilize desodorantes, cremes ou talcos no dia do exame tanto nas mamas como nas axilas.

É dolorido? É invasivo? Trata-se de um exame não invasivo. A compressão necessária das mamas pode ser desconfortável para algumas mulheres, porém é rápida e bastante suportável.

Existe indicação/contraindicação? A mamografia é indicada para rastreamento de mulheres assintomáticas a partir dos 40 anos, segundo o Colégio Brasileiro de Radiologia. Em alguns casos específicos, esse rastreamento pode começar em idades mais jovens. Ela também pode ser indicada para avaliação de alterações palpáveis pelo médico ou mesmo pela paciente, após avaliação profissional. Esse exame não deve ser realizado por pacientes gestantes, salvo casos específicos quando indicados pelo médico.

Duração do exame:  Cada compressão da mama dura segundos e são feitas, inicialmente 04 incidências mamográficas. Tempo do resultado: 4 dias.

Tomossíntese

 

O que é o exame:  Também conhecida como Mamografia 3D, trata-se de um exame avançado, no qual são obtidas diversas imagens em série da mama em diferentes ângulos, de modo a se obter uma visão tridimensional do órgão, diminuindo os efeitos de sobreposição dos tecidos observada na mamografia 2D.

Como realizar: Assim como a mamografia, esse exame é realizado por uma técnica de radiologia. As imagens em série são obtidas em poucos segundos durante a mesma compressão da mamografia 2D. Após a aquisição, tais imagens são enviadas a uma estação de trabalho dedicada, onde serão analisadas por um médico especialista.

Preparo: Pede-se que a paciente não utilize desodorantes, cremes ou talcos no dia do exame tanto nas mamas como nas axilas.

É dolorido? É invasivo? Trata-se de um exame não invasivo. A compressão necessária das mamas pode ser desconfortável para algumas mulheres, porém é rápida.

Existe indicação/contraindicação? A tomossíntese pode ser realizada em conjunto com a mamografia 2D por qualquer mulher que faz rastreamento, uma vez que é capaz de aumentar em até 30-40% as chances de detecção do câncer de mama, sobretudo tumores invasivos em mamas densas. Esse exame não deve ser realizado por pacientes gestantes, salvo casos específicos indicados pelo médico.

Duração do exame: Assim como na mamografia 2D, cada compressão da mama dura poucos segundos e a aquisição sequencial é feita em conjunto as incidências mamográficas convencionais. Tempo do resultado: 4 dias.

Ultrassom das Mamas

O que é o exame: Trata-se de um exame muito conhecido, que se utiliza de ondas sonoras para a obtenção de imagens do parênquima mamário.

Como realizar: No nosso laboratório, exame é realizado por um(a) médico(a) especialista, que avaliará suas mamas e axilas com um moderno equipamento de ultrassonografia. Ele é realizado com a paciente deitada em decúbito dorsal (barriga para cima), com as mãos sob a cabeça e aplicado gel sobre as mamas para que o transdutor deslize e seja possível a obtenção de imagens.

Preparo: Não é necessário preparo. No entanto, para pacientes com pedidos médicos de mamografia e ultrassonografia, é desejável que os exames sejam feitos em conjunto ou, sem em dias distintos, que a ultrassonografia seja feita após a mamografia, para análise conjunta e, dessa maneira, exames mais acurados.

É dolorido? É invasivo? Trata-se de um exame não invasivo e indolor.

Existe indicação/contraindicação? A ultrassonografia pode ser utilizada para avaliação complementar de alterações ao exame clínico do médico, assim como avaliação de lesões observadas na mamografia ou Ressonância das Mamas. Ela também pode ser útil em casos de mamas densas, com o intuito de aumentar a sensibilidade da detecção de lesões da mama assim como método para direcionamento de certos tipos de biópsia. Não há contraindicações.

Duração do exame: O exame dura, habitualmente, cerca de 15 minutos.Tempo do resultado: 2 dias

Ressonância nas Mamas

O que é o exame: Trata-se de um exame de imagem que não utiliza radiação ionizante, com sensibilidade muito alta, indicações precisas e habitualmente utilizado como método diagnóstico auxiliar nas doenças da mama.

Como realizar: Esse exame é realizado por um biomédico e a paciente ficará em decúbito ventral (barriga para baixo), com as mamas encaixadas em uma bobina dedicada.

Preparo: A paciente deve estar em jejum de 3 horas e não fazer uso de cremes, desodorantes ou talcos nas mamas e axilas. Para pacientes com mais de 60 anos, cirurgia renal ou alteração da função renal, é necessário resultado recente de creatinina.

É dolorido? É invasivo? Trata-se de um exame indolor e não invasivo, com necessidade de injeção de contraste endovenoso (gadolínio). A única indicação de exame de Ressonância das mamas sem contraste é avaliação de próteses mamárias.

Existe indicação/contraindicação? A RM das mamas tem como indicações principais: rastreamento em pacientes de alto risco para câncer de mama; avaliação de próteses de silicone; avaliação em pacientes com diagnóstico recente de câncer de mama e avaliação da resposta em pacientes com câncer de mama submetidas à quimioterapia neoadjuvante (antes da cirurgia). As contraindicações incluem àquelas para quaisquer exames de Ressonância Magnética, tais como marca-passo cardíaco, implantes oculares, cocleares, clipes de aneurisma cerebral, claustrofobia. Pacientes gestantes podem realizar o exame, porém deverão comunicar a equipe.

Duração do exame: O exame dura cerca de 20 minutos.Tempo do resultado: 7 dias.

Testes Genéticos

Outro avanço diagnóstico já disponível do Brasil são os testes genéticos que detectam alterações no DNA que podem levar ao surgimento de tumores malignos por uma predisposição. De 5 a 10% dos casos de câncer de mama, possuem causa genética, ou seja, estão associados a uma síndrome de predisposição hereditária. Exames genéticos que identificam mutações nos genes BRCA 1 e BRCA 2 são importantes marcadores de predisposição para o desenvolvimento de câncer de mama, já que estão envolvidos em até 80% dos casos de câncer de mama e ovário hereditários.

Mulheres com essas alterações têm, entre 50 a 80% mais chances de desenvolver o tumor de mama antes dos 70 anos, por isso a importância do teste."A área de Oncogenética do Alta analisa, por meio de uma amostra de sangue, mutações nos genes BRCA1 e BRCA2, os dois mais importantes associados às causas genéticas de câncer de mama e, caso necessário, há indicação para um exame ainda mais completo, o painel de câncer hereditário, que investiga outros genes", explica o geneticista Rodrigo Fock, da GeneOne, empresa de medicina genética do Alta."Vale reforçar que a maioria das pessoas ou famílias com câncer de mama não têm mutações nos genes BRCA1 ou BRCA2, portanto se dois parentes tiveram a doença isso não significa que a mutação genética possa ser herdada", completa.

Quando há um resultado negativo dos testes genéticos, mesmo com histórico familiar prévio, é possível que não haja uma predisposição para o desenvolvimento da doença. No entanto, é recomendado acompanhar com frequência a saúde das mamas com um mastologista, além de fazer o autoexame periodicamente, mamografia e ressonância de mamas. Em casos de resultado positivo, existem indicações para a retirada da mama (mastectomia), procedimento que foi realizado pela atriz Angelina Jolie. Essa técnica diminui o risco, reduzindo de 90 a 95% a chance de câncer de mama, mesmo assim a indicação é que haja um acompanhamento constante.

Também existem situações que é indicado, para mulheres já com filhos e acima dos 35 anos, a retirada dos ovários (ooforectomia), devido ao risco de câncer de ovário que também é causado por mutações nos genes BRCA1 e BRCA2. Este procedimento reduz o risco de câncer de ovário em 90% e colabora com uma redução de 60% no câncer de mama, sempre a critério do médico que atende à paciente. Sobre o SalomãoZoppi Diagnósticos.

Com 37 anos de tradição, o SalomãoZoppi Diagnósticos está entre os maiores e mais modernos laboratórios do País e conta com 12 unidades, sendo 11 em São Paulo e uma na cidade de Osasco. Com um público predominantemente feminino, devido sua história com os cuidados com a saúde da mulher, o centro diagnóstico atende também à família com um corpo clínico composto por mais de 350 médicos e 1.300 colaboradores. Para outras informações: web.szd.com.br

Sobre o Alta Excelência Diagnóstica

Com o melhor corpo clínico do País, o Alta Excelência Diagnóstica oferece atendimento com médicos renomados, alta qualidade técnica e avanço tecnológico em todos equipamentos. O Alta é um centro de diagnósticos premium com foco na exclusividade durante o atendimento aos seus pacientes. Conforto, privacidade e sofisticação em ambientes aconchegantes e requintados, estão presentes nas dez unidades distribuídas entre São Paulo e Rio de Janeiro, que proporcionam uma experiência de encanto inesquecível na realização de exames de imagens, de análises clínicas e genéticos. Os exames de genética de última geração são realizados pela GeneOne, marca de medicina genética com testes nas áreas de oncogenética, doenças raras, cardiogenética e neurogenética. Outras informações em www.altadiagnosticos.com.br

Comente

Assuntos relacionados: auto exame câncer de mama