Doenças do coração que mais atingem as mulheres

Veja aqui como se proteger e evitar doenças cardíacas com dicas do cardiologista David Le Bihan do Delboni Auriemo para o Setembro Vermelho
setembro vermelho

Foto: Designecologist/Pexels

Já é comprovado que 80% das doenças cardíacas podem ser evitadas com algumas atitudes saudáveis como não fumar, praticar atividade física, ter uma dieta equilibrada e evitar o consumo de álcool. Porém existem muito mais cuidados para serem feitos e sintomas que precisam ser observados para garantir uma boa saúde do coração.

No “Setembro Vermelho”, o mês do coração, nós vamos te dar todo um apanhado sobre como manter-se saudável o ano todo. Entre os cuidados estão prestar atenção na história familiar de doença cardíaca. Ter um parente  próximo com doença no coração não significa, necessariamente, que o  paciente também terá doença cardíaca, porém é um dado de alerta. Veja abaixo mais informações de acordo com o cardiologista David Le Bihan do Delboni Auriemo.


Doenças do coração que mais atingem as mulheres

Apesar da doença obstrutiva coronariana usualmente se apresentar no sexo feminino um pouco mais tardiamente, ela ainda representa o acometimento cardíaco mais importante. Ela é a principal causa de óbito na população brasileira juntamente com a hipertensão arterial que também tem alta prevalência, podendo levar à insuficiência renal, acidente vascular cerebral e insuficiência cardíaca.

Como se evitar doenças cardíacas

O mais importante é manter hábitos saudáveis de vida, controlando o estresse, evitando o tabagismo, fazendo atividades físicas regulares (pelo menos três vezes por semana), controlando o peso e tendo uma alimentação saudável, com grande quantidade de frutas, verduras e legumes, baixa quantidade de gorduras (principalmente de origem animal), de carboidratos (massas e açúcares) e de sal. Também é fundamental visitar o cardiologista para avaliar os fatores de risco para doenças cardiovasculares e para realização de exames diagnósticos.

Sintomas e prevenção para uma boa saúde do coração

De um modo geral, os sintomas cardiológicos mais comuns são dor no peito, falta de ar, sensação de batimentos cardíacos descompassados, tonturas e desmaios. Entretanto, é importante frisar que o paciente pode ser completamente assintomático. Na verdade, a hipertensão arterial, o diabetes e a dislipidemia (níveis de gorduras elevados no sangue), que são fatores importantes para o desenvolvimento de doenças do coração, não apresentam sintomas na maioria das vezes e, por isso, é fundamental consultar o cardiologista regularmente.

 

Comente

Assuntos relacionados: cardiologista saúde da mulher saúde