Profissões do futuro estão na área de saúde e bem-estar

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Profissões do futuro estão na área de saúde

Uma matéria publicada recentemente no New York Timesdivulgou um estudo do Bureau of Labor Statistics que traz as 10 profissões que terão o maior crescimento até 2018.

O levantamento tem como base o mercado de trabalho dos Estados Unidos e prevê a criação de mais de um milhão de empregos nessas carreiras até 2018 (somente no país). Da lista apresentada, oito delas estão relacionadas à área de saúde e bem-estar, confira!

1) Engenheiro biomédico - Essa é uma especialidade relativamente nova, que liga as disciplinas médicas e de engenharia. Os engenheiros biomédicos desenham e constroem dispositivos inovadores, como membros e órgãos artificiais, e aprimoram processos para testes genéticos ou fazendo e administrando drogas. Graças ao rápido avanço tecnológico, indústrias farmacêuticas e genéticas estão surgindo cada vez mais.

2) Auxiliar de saúde em domicílio - Os assistentes de saúde cuidam de enfermos em suas casas ou lares especializados e de repouso, preparando refeições, fazendo tarefas domésticas e dando banho nos pacientes. Esses profissionais também identificam os sinais vitais, administram medicamentos e operam equipamentos médicos.

3) Cuidador - Os assistentes de saúde pessoais têm a mesma tarefa que os assistentes de saúde, menos a administração de medicamentos. Com o envelhecimento da população, o crescimento deste campo não é nenhuma surpresa. A procura já supera a oferta.

4) Cientista médico - Cientistas médicos estudam doenças e condições humanas, trabalhando em companhias farmacêuticas ou biotecnológicas, hospitais, centros de pesquisa universitários e para o governo. A superpopulação e o aumento de viagens internacionais têm acelerado a propagação de doenças conhecidas e deram origem a novas , que exigem novos medicamentos e curas. A grande tendência do campo é a chamada "ciência translacional", ou seja, a procura de soluções práticas que possam ser aplicadas rapidamente.

5) Médico-assistente - O assistente médico não é nem um médico e nem um enfermeiro: é um membro essencial da equipe médica que diagnostica doenças, examina e trata pacientes com problemas de rotina. Os elevados custos para cuidados com a saúde e a escassez de médicos tornam o assistente médico-assistente promissor.

6) Esteticista - Especialistas em cuidados com a pele tratam do rosto e do corpo e administram produtos químicos, botox, lasers e peelings em spas e consultórios.

Espera-se um salto de 20% adicionais em 2013 na venda de produtos anti-envelhecimento. Melhorias em produtos e tecnologia para a pele também contam para o crescimento, bem como a diversificação da base de clientes - um terço dos freqüentadores de spas são homens, e os jovens estão começando a "comprar" os regimes de cuidados da pele.

7) Bioquímico e biofísico - O estudo de organismos vivos em nível molecular - focando sua composição química, especialmente o DNA e como ele pode ser manipulado para tratar doenças e distúrbios genéticos - está intimamente ligado a esse profissional. Outra atividade é o uso da matemática e da física para entender como a energia elétrica e mecânica afetam um organismo.

O crescimento deve-se à necessidade de novos medicamentos e curas.


8) Treinador atlético - Esse profissional não deve ser confundido com o personal trainer, pois trabalha sob a supervisão de um médico e é formado em medicina esportiva para prevenir e tratar lesões musculares e esqueléticas.

Com o aumento do custo dos cuidados de saúde, treinadores estão se tornando fundamentais na indústria, governo e nas artes.

Por Jessica Moraes

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente