7 dicas para descobrir se você está sabotando sua autoestima

Cultivar a autoestima é uma questão de praticar a auto aceitação e fazer valer as suas vontades diante do mundo. Descubra se você está na contramão desse processo!
autoestima sabotagem

Foto: Pexels

Você vê aquelas pessoas super confiantes e fica imaginando como sua vida seria mais fácil se você tivesse esse “superpoder”? Então, a primeira coisa que você precisa saber é que desenvolver sua autoestima não é uma habilidade especial, mas sim uma questão de prática.

Para isso, é preciso identificar alguns pontos em que você pode estar se sabotando e passar a encará-los com uma nova atitude. Veja se você se reconhece nas situações a seguir:


1. Você fica arrasada com uma rejeição

Ser preterido no processo de seleção de uma empresa ou perceber que a pessoa por quem você nutria um interesse especial resolveu sumir depois do primeiro encontro são situações desagradáveis para todo mundo. A diferença está em como reagimos diante delas.

Para uma pessoa que cultiva sua autoestima, os dois “nãos” dos exemplos acima podem significar que seria bom fazer um curso de atualização ou que talvez seja interessante mostrar uma abertura maior para conhecer novas pessoas.

Porém, quando sabotamos nossa autoestima, entendemos qualquer rejeição como uma “prova” de que somos seres sem nenhum valor – o que está muito longe de ser verdade.

2. Você se anula para não prejudicar seu relacionamento amoroso

O sucesso de um relacionamento depende da capacidade do casal de chegar a um acordo, o que é muito diferente de apenas uma pessoa abrir mão de suas vontades, opiniões e valores para evitar conflitos.

Por isso, se você se flagrar aceitando atitudes do seu parceiro ou parceira com as quais você não concorda, seja falta de consideração, infidelidade e até mesmo agressividade, saiba que esse é um sinal de que você está sabotando sua autoestima.

autoestima sabotagem

Foto: Pexels

3. Você esconde sua opinião para evitar conflitos

Talvez você prefira omitir sua verdadeira opinião em uma ocasião esporádica, como um evento social em que você encontra pessoas que não são do seu convívio diário, simplesmente para evitar criar polêmica.

Porém, quando fazemos isso diante de nossos amigos e familiares mais próximos e “mudamos” nosso posicionamento ao perceber que eles pensam diferente, é como se mandássemos uma mensagem para o cérebro dizendo que nossas opiniões valem menos.

Com a repetição desse hábito, acabamos internalizando essa ideia e sabotamos nossa autoestima. Por isso, saiba que você tem todo o direito a ter e expor suas opiniões e que você merece ser amada e respeitada da mesma forma.

4. Você condiciona seu sucesso à aprovação alheia

Você se esforçou um monte para executar uma tarefa em tempo recorde e sabe que o resultado ficou excelente, mas você só vai ficar satisfeita se alguém fizer um elogio? Isso pode indicar que o seu conceito de sucesso está condicionado à reação dos outros.

Romper essa dependência é essencial para você tomar propriedade sobre suas qualidades. Não se trata de falta de modéstia: quando nossa autoestima está bem desenvolvida, nos tornamos capazes de reconhecer quando fizemos um bom trabalho.

5. Você não consegue dizer “não”

Você está na semana mais cheia do ano, tem mil compromissos inadiáveis e precisa resolver assuntos urgentes, mas mesmo assim aceitou tomar conta da sua afilhada e confirmou presença no encontrinho das meninas da academia para não magoar ninguém?

Isso pode indicar que você não consegue dizer “não”. E isso não é excesso de generosidade, mas sim receio de desagradar alguém, mesmo que essa atitude prejudique ainda mais a sua agenda e o seu bem-estar.

Como resultado, você dificilmente dará conta de tudo o que planejava fazer, o que vai gerar um grande sentimento de frustração para com você mesma – e isso se reflete em danos à sua autoestima, pois você não conseguiu se colocar em primeiro lugar.

autoestima sabotagem

Foto: Pexels

6. Você não aceita a sua individualidade interior e exterior

Você se olha no espelho e não gosta do que vê. Seu estilo é diferente do que se encontra nos blogs de moda, seu cabelo não se parece com aqueles que você vê no Pinterest e você não se sente bonita por não ter o mesmo corpo das musas fitness do Instagram.

Da mesma forma, você pode se sentir insatisfeita por achar que é muito tímida ou, talvez, por não se identificar pelos interesses e gostos das pessoas ao seu redor, como se você precisasse seguir uma cartilha de comportamento para se adequar.

Contudo, precisamos entender que não existe um único padrão de beleza nem de personalidade e que são justamente as nossas diferenças que nos fazem únicas. Enquanto nosso ideal for inatingível, estaremos continuamente sabotando nossa autoestima.

7. Você tem medo de corrigir aquilo que você não gosta na sua aparência

Cultivar a autoestima e se aceitar não significa que você não possa modificar uma característica física da qual você não gosta, mas sim que você entende que o seu valor como pessoa não muda por causa dela.

Por isso, você tem sim todo o direito de procurar soluções para corrigir imperfeições – desde que você esteja fazendo isso por vontade própria e porque você vai se sentir mais confiante com os resultados.

Cirurgias e procedimentos estéticos são medidas muito válidas para o resgate da autoestima, especialmente quando temos expectativas reais sobre o que uma mudança na aparência vai representar na forma como nos enxergamos.

Portanto, não deixe de fazer um tratamento ou uma cirurgia plástica  por medo! Com o acompanhamento de um profissional de cirurgia plástica experiente e as motivações corretas, esses são recursos que você pode e deve utilizar para se sentir mais feliz com você mesma.

E isso vale para qualquer outro aspecto que faça você se sentir insatisfeita com você mesma: quando algo te incomoda, sempre vale a pena buscar ajuda, seja para promover uma mudança na sua vida ou para aprender a lidar com isso. Chega de sabotar sua autoestima!

Fonte: Luciana Pepino

Comente