Tinder dá namoro? Conheça histórias de encontros que deram certo

namoros no tinder

O Tinder pode ajudar você a encontrar o seu futuro namorado, duvida Veja dois depoimentos. Foto - Shutterstock

O Tinder é um aplicativo de encontros foi criado em 2012 e hoje possui uma base de mais de 100 milhões de usuários no mundo todo, sendo que o Brasil está entre os primeiros do ranking no uso do aplicativo, com 10 milhões de usuários. Apesar das críticas de muita gente que acusa o Tinder de servir apenas para encontros sexuais, mas há também muita gente conhecendo um namorado e sendo feliz.

O aplicativo é uma mão na roda para a paquera moderna, ainda mais para quem está sempre de olho no celular, e como não se dobrar a isso? O Tinder é gratuito, pode ser baixado para IOS e Android, e como o cofundador e diretor de marketing do Tinder Justin Mateen, de 28 anos, disse em entrevista à UOL, a principal função dele é juntar as pessoas, é natural que as pessoas o usem para acharem parceiros no amor.

E se você acha que é algo frio ou calculado, muito pelo contrário, "Conheci meu namorado pelo Tinder, mas se não estivesse acontecendo uma paquera desde os primeiros encontros, não teria dado certo. Acho que o Tinder facilitou", afirmou Patricia*, 38, coordenadora de relacionamento com o cliente, que namora há oito meses, Bruno*, 32, líder de logística.

Quem gosta de analisar certos "interesses comuns" antes de levar adiante a paquera, se beneficia e pode até minimizar mais uma desilusão. O aplicativo dá essa segurança, pois as identidades só serão reveladas depois de os dois permitirem.

Patricia* contou como conheceu o Tinder: "Procurei o Tinder para me distrair. Como minhas amigas, companheiras de baladas, estavam todas comprometidas, e eu sem companhia para sair, era difícil paquerar. Os caras não estavam à procura de relacionamento sério. Só saí pra conhecer depois de um tempo de conversa, selecionava quem me atraia e estava de acordo com o que eu procurava". Menos riscos, menos erros.

Para quem terminou um casamento e andava "vacinado" contra possíveis desencontros amorosos, ter esse "overview" que o Tinder proporciona é bem melhor. Ao usar o cadastro do Facebook são criadas afinidades entre perfis.

Você só permite uma conversa com quem há identificação: "O que mais me fez utilizar o aplicativo foi a privacidade que ele proporciona, uma vez que a pessoal que você curtiu só saberá disso se te curtir também, então, coloca as pessoas meio que em sintonia", nos contou Katia*, 35 administradora, que namora Roberto*, 42, contador, há um ano.

Depois dos likes do Tinder passaram para os papos mais reservados no Whatsapp, e somente depois veio o encontro cara a cara. Katia* queria renovar a vida e conhecer gente nova, pois estava separada há três anos, Roberto* a há um, mas ambos acabaram encontrando juntos muito mais que isso, "Devo confessar que foi uma noite muito especial, véspera de feriado. Hoje moramos juntos e estamos planejando a nossa família (sonho de ambos)".

Viu só? E não é que deu certo?


* os nomes reais foram trocados para manter a privacidade dos entrevistados.

Por Giseli Miliozi

Comente