Spray para ejaculação precoce

Ejaculação precoce

Um estudo recente, publicado no Jornal Britânico de Urologia, mostrou que o uso de spray especial pode ajudar em casos de ejaculação precoce. A pesquisa, feita no Hospital Royal Victoria, em Belfast, em parceria com a Plethora Solutions, em Londres, concluiu que se aplicado cinco minutos antes da relação sexual, a ejaculação pode mesmo atrasar - ou chegar na hora certa.

O tal spray - composto de anestésicos - foi batizado de PSD502 e aplicado em 300 homens. Pelo menos 65% deles consideraram os efeitos bons ou excelentes. Aqui no Brasil, o uso de anestésicos no controle da ejaculação precoce já é vista pelos médicos como solução (ainda que paliativa) para o problema. “A finalidade deles é diminuir a sensibilidade”, explica o médico Archimedes Nardozza, chefe do departamento de Andrologia da Sociedade Brasileira de Urologia. Para ele, no entanto, esse não é melhor tipo de tratamento. “Se anestesiar o pênis fosse a solução, o simples uso da camisinha já ajudaria”, compara.

Segundo ele, a ejaculação precoce não é considerada doença e, além da solução tópica - com sprays e anestésicos - existem outros dois tipos de tratamento. “A indicação para pacientes que sofram desse distúrbio é psicoterapia específica ou ainda medicação oral, com ansiolíticos ”, lista.

Os dois tratamentos têm por objetivo agir na principal causa da ejaculação precoce: a ansiedade. Na medicação oral, a composição é baseada em antidepressivos em doses bem baixas, que não refletem colateralmente.

leia também


Os resultados de cada tratamento dependem muito de cada paciente. Alguns podem ir diminuindo as doses do remédio oral enquanto outros criam um sistema próprio, de ingestão apenas horas antes da relação sexual, por exemplo.

Os pacientes mais propensos à ejaculação precoce são homens jovens com relações amorosas instáveis, sem parceira fixa. “Como é muito complicado indicar a terapia no começo, a opção mais usada é mesmo com os comprimidos”, finaliza Archimedes. Ele conclui ainda que o uso dos sprays ou géis anestésicos tem efeito psicológico forte - mas podem gerar ainda mais ansiedade na hora da transa.

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente