Slow sex - pitadas de prazer

Slow sex pode ser mais prazeroso

Foto Photostock/ http://migre.me/8ijvA

Fazer sexo já é bom, se o jeito de fazer é devagar ou rápido, fica bem ao gosto do freguês. O ideal é variar e experimentar um cardápio bem diversificado em matéria de posições e entre "rapidinhas" e "devagarinhas", também encontrar o seu próprio "ponto G". Na questão do orgasmo, especialistas dizem que que fazer amor bem devagar pode gerar um orgasmo mais explosivo.

Uma reportagem da revista Women´s Health pesquisou a opinião de alguns especialistas que afirmam que a relação sexual prolongada e com vastas preliminares pode gerar orgasmos mais explosivos. Será?

As mulheres andam comentando que encontrar um homem que saiba onde cada coisa está no corpo feminino já é uma vitória, se encontrar um especialista em slow sex então, ela está feita. Continuo com a máxima de que sexo é como pizza, "mesmo quando é ruim, é bom". Embora com o tempo e a experiência, muitas vezes percebemos que não é bem assim. Mas isso é outro assunto.

Fazer algo gostoso devagar é muito bom, então, isso vale para o sexo. Uma dica bem interessante é relaxar o máximo possível, e encarar aquele momento como algo fora do universo, e fazer tudo com calma, para variar. Sair rasgando camisas e arrancando a roupa é o seu estilo? Tente ir com calma.

Explorar áreas mais longe dos órgãos genitais pode ser muito gostoso. Se abraçar e observar os detalhes do corpo do outro cria uma conexão que a corrida diária nos rouba. Aposto que você se pegou correndo até para transar. Então, pense que é necessário guardar um tempo para fazer isso com calma.


As preliminares pedem tempo. Olhar para si e para o outro, com alguém que está ali por você e para você demanda dedicação. Essa fórmula é ideal para casais e para aquele dia D, do novo romance. O ideal é tentar relaxar antes do encontro, tome um banho morno, se perfume e ouça uma música. Faça isso tudo, só que mais devagar.

Por Giseli Miliozi

Comente