Sexóloga comenta os desejos dos famosos na cama

Famosos dizem o que pensam quando o assunto é sexo e ajudam a quebrar velhos tabus sobre o assunto.
Bruno gagliasso sexo

Bruno Gagliasso confessou que gosta de usar a imaginação na cama. Foto: Rerodução

Muitos famosos não têm vergonha de revelar o que gostam quando o assunto é sexo e ficam bem à vontade para contar detalhes sobre a intimidade. Isso ajuda a quebrar o tabu sobre tema sexo em uma sociedade, que ainda é conservadora e entende que a prática de sexo, especialmente sem compromisso, é promiscuidade.


Para mostrar que os famosos são "gente como a gente" e que assim como nós, também curtem os momentos a dois, a sexóloga, Carla Cecarello do site de encontros casuais C-date resolveu comentar alguns segredinhos das celebs quando o tema é sexo.

Ela selecionou algumas dessas pérolas e analisou as frases ditas por algumas celebridades para ajudar as pessoas a quebrarem suas próprias amarras. Confira:

Ana Hickmann:

“Odeio rapidinha! O próprio nome já diz tudo... É diminutivo e não curto diminutivos.... Sou bem intensa!”.

Ana hickman sexy

Foto: reprodução/dropsmagazine

Análise: Apesar da Ana Hickmann não curtir rapidinha a sexóloga, Carla Cecarello, ensina que o sexo mais rápido tem sim suas vantagens, pois muitas vezes é o que o casal está precisando no momento. “A rapidinha tem que ser inesperada, um fogo do momento e não algo programado.” – comenta Carla. No entanto, muitas mulheres não curtem a rapidinha, porque a mulher não chega para o sexo preparada. O homem é mais visual, já a mulher é sensorial, precisa do toque, de ser conquistada, seduzida para se aquecer e excitar pouco a pouco.

Bruno Gagliasso:

"A descoberta do sexo para mim foi através da internet. Quando eu era moleque, não tinha outra opção, tinha que ser virtual, mas não tem nada melhor do que estar com a pessoa ali do seu lado".
bruno gagliasso sexo

Foto: Divulgação

Análise: Para a especialista vale à pena apostar no sexo virtual como uma brincadeira, uma forma de apimentar a relação. Mas, não vale à pena se essa é a forma que a pessoa usa para se satisfazer, pois, pode criar uma dependência e fazer a pessoa se afastar de relacionamentos ao vivo e a cores. “No online, as pessoas se soltam mais até mesmo devido ao estímulo maior e ‘proteção de julgamento’ que a máquina oferece. Esse pode ser o prejudicial para a vida pessoal, se a pessoa não souber se conter”, analisa a sexóloga.

Cleo Pires:

“Acho que é mais interessante você com você, com sua imaginação, ou com os vídeos, do que com uma pessoa por nada mesmo”.

Cleo pires ensaio sensual

Foto: reprodução/revistaVIP

Análise: Carla Cecarello ressalta que é muito importante a pessoa conhecer o próprio corpo. É através desse conhecimento que ela vai saber o que gosta ou não. “Com o toque pouco a pouco a pessoa se descobre, descobre novas sensações e aprende a fantasiar, ela se desprende e com isso ela passa a se respeitar mais”, comenta a especialista. A sexóloga também fala que o sexo casual pode ajudar nessa descoberta. “Na medida em que se está com uma parceria diferente, você, inevitavelmente, percebe que seu comportamento é outro e se atenta a sua reação a um toque é diferente”, complementa Carla.

A sexóloga ainda afirma que a masturbação é mais importante do que os filmes pornôs, pois, permite que a mulher se conheça. “É com o toque que a mulher aprende a fantasiar, imaginar situações e isso permite que ela vá partindo para objetos diferentes na hora da masturbação e conheça melhor seu próprio corpo. O filme pornô é uma forma de melhorar esses estímulos. Mas, não se pode prender-se a ele, para que não vire uma dependência”, ressalta.

Flávia Alessandra:

"Toda mulher tem que ser despudorada na cama. A gente não precisa trazer à tona o que faz entre quatro paredes. Mas acho que Nelson Rodrigues tinha razão quando dizia que toda mulher devia ser uma dama na rua e uma p*** na cama."

flavia alessandra sexo

Foto: Rerodução

Análise: Para Carla, os homens adoram mulheres participativas e que se entregam ao prazer numa boa noite de sexo. “É essencial que a mulher também se satisfaça com o sexo. No sexo vale a premissa máxima de que o importante é saber dar e receber. Precisa ser bom para os dois”, comenta a especialista.

Ingrid Guimarães:

"Sexo com amor é muito mais gostoso, mas também acho que sexo casual é ótimo. Enquanto ainda não tem o amor, vai treinando. Sou a favor do pau amigo."

ingrid guimarães sexo

Foto: reprodução

Análise: O sexo casual é outro tema que gera muitos tabus, mas, não deveria ser assim. A prática é uma possibilidade de se satisfazer sexualmente, sem que seja necessário um compromisso. “As pessoas precisam entender que o sexo casual não é uma promiscuidade. A principal lição que devemos tirar da prática é que ela é um sexo por sexo, sem nenhum tipo de envolvimento afetivo e pode ser uma boa alternativa para os solteiros”, ensina.

Grazi Massafera:

 

“Quando quero agradar, capricho nas preliminares e não economizo nas carícias. Curto tudo e tento realizar todas as minhas fantasias.”

grazi massafera sexo

Foto: Rerodução

Análise: A sexóloga explica que uma boa preliminar aumenta o nível de excitação. “Quanto mais excitados estiverem, melhor é o sexo e aumenta a chance de atingir ao orgasmo”, revela Carla. E não são só as mulheres que são fãs de uma preliminar. “Os homens também curtem uma boa preliminar. Porém, a preliminar dos homens é um pouco diferente do da mulher. Eles são mais diretos, as preliminares favoritas deles são as que vão direto ao ponto, as mais picantes”, comenta a especialista.

Latino:

 

"Tenho necessidade de transar pelo menos três vezes ao dia."

latino fantasias sexuais

Foto: Rerodução/Claudio Augusto/Brazil News

Análise: Não existe uma quantidade ideal de sexo, cada pessoa tem o seu ritmo. Carla adverte, no entanto, que é preciso tomar cuidado para não fazer do sexo uma academia de ginástica e uma forma de relaxar tensões, pois o sexo é, acima de tudo, uma forma de sentir prazer. “Pessoas que vêm o sexo de uma maneira mais tranquila, sem muitas repressões, de uma maneira mais descontraída, sem preconceitos, acabam necessitando mais de sexo. Mas, é preciso tomar cuidado com as compulsões sexuais e reconhecer o que é realmente a prática do sexo por tensão e o que é além disso”, conclui.

Marcelo Tas:

"Sexo é a forma mais sublime de interatividade entre duas pessoas, é comunicação em banda larga."

marcelo tas sexo

Foto: reprodução

Análise: A especialista conta que o sexo é uma das melhores formas de se conhecer alguém. Através do sexo a pessoa pode se soltar ainda mais ou se reprimir. Mas, é preciso ter certas precauções para não adquirir doenças ou uma gravidez não planejada. Por isso, o uso de preservativos é importantíssimo, principalmente, para os adeptos ao sexo casual.

Marília Gabriela:

“Faço reposição hormonal e morro de tesão. Quando se repõe testosterona, qualquer roçada no lençol pode resultar num orgasmo.”

marilia gabriela sexo

Foto: reprodução

Análise: A sexóloga explica que a reposição hormonal é a reposição do estrogênio e a testosterona que são os hormônios que ficam mais debilitados durante a menopausa. Nesse caso, a testosterona é a responsável pela melhora do apetite sexual. Porém, essa reposição não é indicada para quem já teve câncer de mama, trombose ou tem risco de desenvolver, mulheres que já tiveram infarto ou derrame cerebral. Por isso, é muito importante que a mulher converse com seu ginecologista para fazer uma bateria de exame e saber se a reposição é necessária e de qual exame.

Sandy:

“Acho que é possível ter prazer anal, sim, porque é fisiológico. Não é todo mundo. Deve ser a minoria que gosta. Não vou dizer se faço.”

sandy sexo anal

Foto: reprodução

Análise: Para a especialista, todo mundo pode ter prazer com o sexo anal, desde que o sexo aconteça de maneira adequada e que a mulher seja bem estimulada. “É importante que à medida que é feita a penetração anal, a mulher seja estimulada pelo clitóris simultaneamente, seja por ela mesma ou pelo parceiro.” – ensina a especialista. 

Muitas mulheres não curtem o sexo anal, porque acham que é muito dolorido. Por isso, a mulher tem que aprender a relaxar, o parceiro tem que saber penetrar com tranquilidade. “A dica para quem quer iniciar essa prática e apostar em posições em que o pênis não entre totalmente, como a de ladinho e nunca de quatro. O ânus precisa ser bem lubrificado e ela ser estimulada no clitóris para o ânus relaxar e fazer a penetração, sempre com preservativo”, finaliza.

Comente

Assuntos relacionados: sexo sexo anal sexo oral sexo casual