Sexo Virtual

Foi-se o tempo em que transar era sinônimo apenas de contato físico, penetração, beijos e carícias. Hoje em dia, o sexo se revolucionou e um simples acesso à internet e uma cam também podem oferecer os prazeres e sensações que rolariam na realidade entre quatro paredes.

Diversos sites oferecem salas de bate-papo para que as pessoas possam se relacionar virtualmente. Às vezes, a conversa sem nenhuma pretensão vai esquentando e, quando percebem, a relação virtual já começou. Errado ou não, o sexo virtual tem os seus pontos favoráveis e desfavoráveis. Confira alguns deles abaixo:

Favoráveis:

  • A timidez desaparece: o sexo virtual favorece os mais tímidos, retraídos e que não têm oportunidade de aproximações pessoais, já que é possível criar um personagem e brincar de faz de conta;
  • Pode ajudar em um desbloqueio: a internet pode ser um facilitador para os mais tímidos. Após se exporem na rede com frequência, os contatos pessoais podem ser mais fáceis e tranquilos;
  • Não há distância: alguns casais utilizam a internet para apimentar a relação, ou seja, às vezes o (a) parceiro (a) viaja a trabalho e a forma encontrada para estar mais perto é justamente essa, uma alternativa que pode despertar fantasias e dar um up na relação;
  • Praticar o auto-conhecimento: o sexo virtual permite que você se conheça melhor e ajuda a descobrir o que mais gosta, fantasias que podem estar escondidas, em quais pontos prefere ser tocado (a) e quais são os seus limites.
Desfavoráveis:
  • Pode atrapalhar: da mesma forma que o sexo virtual pode ajudar os mais tímidos, também pode reforçar as dificuldades na construção das relações sociais;
  • Ficar na dúvida: na maior parte das vezes, você não sabe com quem está teclando e vice-versa, isso faz com que as pessoas fiquem desconfiadas e com medo de marcar um encontro presencial, por exemplo;
  • Tornar o indivíduo idealista e exigente: o sexo virtual pode ser maléfico a partir do momento em que a pessoa começa a se relacionar apenas virtualmente e deixa de lado as relações sociais, pois a navegação na rede proporciona, para muitos, ilusão e fascínio, uma vez que atua no mundo imaginário;
  • Não há contato físico: não há possibilidades de ter a sensação do contato da pele e do olho no olho que são importantes na hora do sexo.
O sexo virtual pode ser utilizado para apimentar a relação ou até mesmo para o auto-conhecimento, mas nada substitui as relações presenciais, com olho no olho, expressões faciais e o contato com o parceiro.

Tay

Comente