Sexo tântrico

sexo tantrico

foto divulgação

O sexo tântrico instiga curiosidade e fascina muitos casais por ser algo diferente do convencional. O êxtase amoroso, a energia sexual, tudo isso faz parte do tantra, que tem o objetivo de adiar ao máximo o orgasmo, para atingir um prazer prolongado.

A proposta da massagem tântrica é ajudar o casal a se conhecer por inteiro, sem tabus. O tantrismo valoriza a energia erótica nascida de vários tipos de estímulos, começando pelos mais sutis, como: uma música suave, perfumes, alguma bebida excitante, flores (sempre), frutas e outras comidinhas.

“Precisamos perceber que a atividade sexual a partir do tantrismo exige uma atitude a ser desenvolvida ao longo de vários anos de prática religiosa. Sim religiosa, pois baseia-se nos mesmos exercícios da yoga, que tem a finalidade de permitir a união com Deus, encontrar o Nirvana. Usa-se a percepção das sensações físicas, ampliando-as até que não se necessite de estímulos externos (normalmente temos a partir destes estímulos externos). Então, precisa-se de um longo processo de preparação”, explica Oswaldo Rodrigues, psicólogo e terapeuta sexual.

Todo esse cenário cria um ambiente ideal para usufruir do amor. Não esqueça também de providenciar um lugar que tenha iluminação agradável, jamais forte. O ritual tântrico nunca é praticado no escuro, pois perceber o belo e suas formas é um elemento fundamental do Tantra. De preferência, a luz deve vir de velas, mas lâmpadas coloridas também podem ser utilizadas, vermelhas, para ativar a sexualidade masculina, e violetas, para estimular o desejo feminino.

“O extremo do sexo tântrico é estar com uma pessoa sem tocá-la, ou seja, visto de fora, ninguém está fazendo sexo. Por isso que essa idéia assusta muita gente e para outras parece algo mágico, que pode ocorrer sem um treinamento qualquer”, explica o especialista.

O sexo tântrico difere do sexo ocidental na quantidade e na sexualidade. Ele visa o auto-conhecimento. Você deixa de ser levado pelo instinto para ser o manipulador do instinto. Primeiro, você utiliza técnicas que aumentam muito a libido. Depois, canaliza esta libido para seu interior.

Dica de leitura:

Livro - “Tantra, o Culto da Feminilidade”

Autor - André Van Lysebeth (ed. Summus)

Fonte - MBPress

Comente