SEXO FORA DO CASAMENTO ATÉ QUANDO EVITAR?

è engraçado observar a hiprocisia que cerca algumas de nós mulheres. Outro dia num encontro entre amigas da faculdade, fiquei perplexa com as revelações sexuais que ali surgiram. Todas com excessão de mim, declararam só ter tido em suas vidas um ou dois homens. Gente, estamos falando de uma galera na casa dos 40 anos, algumas com mais idade e a maioria casada.

Pois bem, as minhas contas sobre esse assunto, nunca fecharam. Mas com certeza até me casar, com certeza já haviam enchido as duas mãos e, por que não dizer os pés. Depois de casada puxei o freio e, confesso, que apesar de tentada nunca pulei a cerca. Mas outro dia, uma amiga me enviou o link de um blog que uma amiga dela estava publicando. O título era tentador: SEXO FORA DO CASAMENTO - postado por: AMA NTE DO SEXO. Entrei mais por curiosidade e, lá me deparei com uma mulher se confessando adúltera, liberada e feliz.

Li, reli, pensei, refleti e a conclusão que cheguei é que ela faz parte de uma geração que aprendeu apensar e racionar como os homens. Ou seja, fazem sexo por sexo, amor encontram em casa. E, isso ligou em mim um alerta: por que me guardar, segurar, quando sinto atração por outros? Afinal, sou normal, feminina, no ápice da vida sexual, bonita, extrovertida, um corpo bonito, seios ainda livres das leis da natureza. Aliás é bom deixar claro, que não sou eu quem digo isso, vivo ouvindo esses comentários. Sinto sim atração por outros homens, acho-os bonitos, charmosos, gostosos, tentadores, por que negar? Por isso, a pergunta até que onto vale ser fiel, na alegria, na doença, na cama ou fora dela?

Amo meu marido, mas essas atrções nada tem a ver com ele ou meu casamento, que vai muito bem obrigado, mas sim com tesão, coisa que mutias de nós deconhece. Quem tiver curiosidade o tal blog é o: www.sexoforadocasamento.blogspot.com - tem um conteúdo erótico ´verdade, mas as situações narradas lá, fazem parte do nosso dia a dia, de nossas fanatsias. QUem nunca se sentiu atraída por ouro, que atire a primeira pedra ou consulte um médico.

Beijos à todos

Comente

Assuntos relacionados: família casamento