Sexo com um estranho

Sexo com um estranho

Sexo com um estranho - entre o medo e a curiosidade. Foto: © Steve PrezantImage Source/Corbis

É uma brincadeira que exige cuidados essenciais, mas pode ser muito divertida. Pode parecer que isso soe com certa displicência, e não deixa de ser. Transar com um total estranho é uma aventura que povoa a cabeça das mulheres. Mesmo não virando realidade, que atire o primeiro salto quem nunca teve essa fantasia.

No mundo em que vivemos onde as ameaças rondam, a violência, o "boa noite cinderela", e o medo, está cada vez mais difícil encontrar meios de se proteger e poder curtir uma noitada com alguém que acabou de conhecer. Qual a solução então? Não fazer? Não é bem assim.

Esse estranho que despertou seu interesse não pode, na verdade, ser um total estranho. Ele precisa ser alguém que apenas você não conheça intimamente.

Vamos explicar melhor: esse cara é sim conhecido de alguém do seu grupo, e que por algum motivo se interessou por você ou o contrário, e então, é feita uma espécie de "indicação" de alguém, seja homem ou mulher. Aí sim você poderá acabar na cama com um estranho. Porém, será um "estranho conhecido", o suficiente para você ter certeza que não está flertando com uma pessoa violenta ou perigosa.

É como dissemos no começo, é uma brincadeira que exige cuidados especiais para ambos.

E você já viveu essa experiência?


Por Giseli Miliozi

Comente