Sexo antes da partida de futebol faz mal?

sexo partida de futebol

Foto - Shutterstock

O técnico da Seleção Brasileira, Felipão, causou polêmica ao afirmar que os jogadores do time estavam liberados para fazer sexo antes das partidas de futebol. A decisão vai contra a da maioria dos técnicos, que prezam pela preparação física dos atletas e não querem que eles se desgastem com aventuras sexuais. Mas a decisão do nosso técnico foi a mais correta, sabia?

Dr. Turíbio Leite de Barros, mestre em fisiologia do exercício pela Unifesp, garante que o sexo antes da pelada de domingo não faz mal a ninguém. "Existem trabalhos científicos que constatam que a atividade sexual representa um gasto de energia insignificante quando comparada ao que os atletas despendem no aquecimento, por exemplo", desmistifica o especialista.

Se analisarmos que o ato sexual gasta cerca de 10 calorias por minuto, não é de se espantar que ele pouco influencie no condicionamento físico das pessoas - principalmente quando tratamos de atletas profissionais e muito bem condicionados fisicamente."É menos do que o aquecimento praticado logo antes da partida!", compara Dr. Turíbio.

O que justifica alguma restrição sexual são os excessos que podem ser cometidos no ato sexual, como manobras difíceis, que exigem muita resistência dos membros ou abuso de álcool que, às vezes, se misturam às festas. Essa foi, inclusive, uma das condições impostas por Felipão para que o prazer fosse liberado no mundial: nada muito radical.

"Do ponto de vista fisiológico, a atividade sexual pode ser considerada até como um benefício para um período pré-exercício. Estudos científicos demonstraram que a liberação de endorfinas associada ao sexo é um mecanismo que proporciona um período de descanso mais efetivo logo após o ato", explica o fisiologista.

Se o sexo for feito na noite anterior à pelada, quem joga dormirá bem melhor - descansando de forma mais efetiva e acordando com disposição renovada para as exigências da atividade física.

E o benefício é recíproco, pois os exercícios em geral também colaboram para a melhora do desempenho sexual. Nos homens, a prática de exercícios está ligada a um aumento dos níveis de testosterona ou com o freio em sua redução com o passar dos anos.

Em ambos os gêneros, os exercícios provocam melhora da circulação sanguínea, nos órgãos sexuais, melhora hormonal e liberação de endorfinas. E, claro, um dos maiores benefícios do sexo é a melhora da autoestima e da saúde mental, que também influenciam diretamente nos resultados dos exercícios. Um círculo virtuoso!

Sendo assim, caso o maridão queira se inspirar nos jogadores profissionais para a preparação da final dos "casados versus solteiros", tire a cervejinha e o bacon da vista dele e partam para o prazer. O mesmo vale para as mulheres em todas as atividades físicas que queiram desenvolver. Sexo é amor e saúde!


Por Juliany Bernardo (MBPress)

Comente

Assuntos relacionados: sexo futebol copa do mundo sexo futebol