Sex shop online (ou em casa mesmo)

Sex shop online ou em casa mesmo

Óleos de Sita e Phanta. Foto: divulgação/ Rede Mel

Para quem morre de vergonha de entrar num sex shop e escolher os brinquedinhos preferidos para apimentar a vida sexual, uma solução que salva são os sex shop virtuais. Discrição e segurança são os atrativos das lojas que vendem os produtos online. Fica fácil pagar e ainda mais fácil receber, já que tudo pode ser entregue em casa, em embalagens que não "denunciam" a compra para seu vizinho.

Na Magisex, que está há dois anos no mercado on-line vendendo produtos eróticos, não há nem identificação da empresa no embrulho. Giorgina Guedes que cuida das revendas da loja, conta que há uma fidelização nesse mercado, já que quem compra e gosta, sempre volta. "Há as clientes que fazem coleção de produtos e acabam sempre voltando", conta, explicando a fidelização. O gasto médio em uma compra, segundo calcula, é de R$ 100 - e a maioria dos produtos vendidos é voltado ao público feminino. No catálogo da Magisex há mais de 500 tipos diferentes e a loja não tem endereço físico - só existe mesmo na rede.

Outra que vem buscando espaço no meio virtual é a Rede Mel, que optou pelo sistema de venda direta via catálogo exatamente para personalizar e levar os produtos com discrição aos clientes.

A orientadora pedagógica e professora Mariana Fontes*, de 34 anos, que hoje é cliente da Magisex, compra produtos eróticos on-line há dois anos - e recomenda. "É ótimo pela discrição e também praticidade", conta. Noiva e com o casamento marcado para o ano que vem, ela garante que os brinquedinhos apimentam sim a relação. "Conversando com amigas, descobri que muitas também compram, mas não comentam. Outras até fazem grupos para ir ao sex-shop juntas. Em grupo, acho que facilita com relação a uma possível vergonha em ir sozinha".

Flávia Tavares*, 33 anos, é cliente da Rede Mel, outro site que faz venda online de produtos eróticos, e adora a facilidade que comprar pela internet promove. "É seguro, tem sempre lançamentos, você pode acessar qualquer hora do dia", detalha. Para ela, não se trata apenas da evitar a exposição.

"Muita coisa só se acha nas lojas virtuais e também não há aquele constrangimento de um vendedor tentar explicar funções de um produto que ele não conhece. Nos sites, sempre há ótima explicação, fotos, detalhes mesmo". Ela, que é casada e também professora, acha que a melhor coisa é você não precisar dividir sua intimidade com ninguém. "A não ser com aquele que você queira mesmo".

Revenda - sex shop em casa

Segundo Giorgina Guedes, da Magisex, uma outra modalidade de compra que vem chamando a atenção é aquela destinada à revenda. "Descobrimos que outros fornecedores não vendiam em pequenas quantidades ou para pessoas físicas e resolvemos investir nisso", lembra. Quem se cadastra no site como revendedora pode comprar com até 80% de desconto, num mínimo de R$ 200, e revender o produto para as amigas e clientes pelo preço que quiser.

O mais legal dessa modalidade é poder vender os produtos em casa mesmo - facilitando a vida de quem quer comprar sem ir ao sex shop. As revendedoras - a exemplo do que fazem aquelas que comercializam produtos de beleza ou plásticos - organizam encontros especiais (e super divertidos) para vender os brinquedinhos. As clientes aproveitam para deixar a vergonha de lado e ainda conseguem levar pra casa o que não iriam até uma loja para comprar. A Magisex tem hoje 14 revendedoras cadastradas.

[galeria]

Uma delas é Fernanda Sabatini, de Santo André. Também professora, nas horas "vagas" ela revende produtos eróticos via catálogo ou também com pronta-entrega. "Com o catálogo, muitas clientes levam pra casa e escolhem com o parceiro o que querem comprar", conta. Ela também faz atendimento individual, dando total liberdade a cliente, e organiza até jogos, como bingo erótico, para estimular a compra descontraída. A revendedora atende casais homo e heterossexuais e mulheres casadas de todas as idades. "Indico até para solteiras, já que muitos produtos podem ser usados sozinha mesmo", diz. "O ideal é ter mente aberta para buscar o prazer".


Roberta Amaral, de São Paulo, é analista de planejamento, formada em marketing e revende os produtos da Rede Mel, num time com mais de 50 mulheres em todo o Brasil. Sua estratégia é abordar clínicas de estética, priorizando atendimentos individuais para o público que varia dos 25 aos 60 anos, casadas, solteiras e namoradas. Carla Mileia é distribuidora de produtos para emagrecimento e reeducação alimentar há 4 anos e prefere organizar suas vendas coletivas com "consumação mínima" prévia de 15 por pessoa, dando desconto ou brindes especiais para o anfitrião que reúne suas amigas. Bolinhas explosivas, géis sensuais, sabonete íntimo, desodorante íntimo, vibradores pequenos e coloridos são os itens mais requisitados.

Magisex - (11) 2059 3161 e atendimento@magisex.com.br

Rede Mel - (11) 4784 4728 e contato@redemel.com.br

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente