Relação sem compromisso: saiba quais comportamentos cortam o clima

Sexóloga expõe o que não deve ser feito em uma noite de sexo casual e dá dicas de como aproveitar ao máximo esse tipo de relação
sexo casual dicas

Foto: iStock-proud_natalia

A prática do  sexo casual tem sido uma opção cada vez mais aceita por homens e mulheres, já que essa modalidade de relacionamento não obriga a existência de laços emocionais e permanentes. Para quem ainda não está acostumado com esse tipo de envolvimento, mas tem curiosidade sobre o tema, a sexóloga do site de encontros casuais C-date , Carla Cecarello, explica tudo o que é preciso saber sobre encontros casuais. “Para aderir à prática é preciso ter em mente algumas regras para não cortar o clima e, claro, ter sempre a certeza de que você está confortável com o que pode acontecer, sem neuras, sem preconceitos, sem culpa”, comenta Carla.


O sexo pode proporcionar experiências incríveis, principalmente para quem está sempre disposto a inovar e adquirir mais prática. Para quem quer ou já pratica o sexo casual isso fica ainda mais claro, já que nenhuma relação amorosa é igual à outra. “Cada parceiro traz consigo uma novidade e acrescentará momentos inesquecíveis, seja ele positivo ou negativo”, afirma a sexóloga.

Benefícios de praticar sexo casual

sexo casual dicas

Foto: iStock-tobkatrina

O sexo casual permite que as pessoas tenham mais liberdade de se conhecer e experimentar novas experiências. Outro benefício é conhecer diferentes formas de se relacionar, além de não cair na mesmice, pois é possível ter maior diversão do ponto de vista sexual e da autoestima. “Praticar sexo casual não precisa ser uma prática que vai durar a vida inteira, pois, algumas pessoas pensam que vão ‘viciar ou ficar mal acostumadas com essa prática’, mas isso não é verdade”, ressalta Carla. O importante é saber usufruir o momento como algo positivo para vida, buscando prazer de forma descompromissada e sempre com responsabilidade.

Saiba o que evitar no sexo casual

sexo casual dicas

Foto: iStock-AntonioGuillem

Romantismo demais: mostrar um ar de romance pode até ser bom para um jogo de sedução, mas nada pode ser exagerado. Os adeptos ao sexo casual não curtem muito afeto.

Não crie expectativas: “não fique se perguntando se haverá um próximo encontro e nem fique esperando uma ligação no dia seguinte, práticas como essa devem ser vividas apenas no momento”, enfatiza Carla.

Interrogatório: querer saber sobre o histórico de relacionamentos da pessoa com quem está saindo na hora H é uma das coisas que pode acabar com o clima do encontro. “Não pergunte se a pessoa tem ou teve namorada e se foram relacionamentos duradouros”, evidencia a especialista.

Sondagens impróprias: não fique querendo identificar quais as intenções da pessoa com o encontro, ou seja, se está a fim de dar continuidade em algo a mais.

Obrigação: respeitar o limite do outro é fundamental nesse tipo de relação. Ninguém tem o direito de obrigar ou cobrar o parceiro a nada. “No sexo a pessoa precisa estar à vontade para sentir prazer e precisa saber reconhecer o seu limite”, explica a sexóloga. Dessa forma, está liberado recusar alguma prática durante o sexo que não lhe agrada.

Sexo casual não é compromisso: é apenas diversão. Mesmo após alguns encontros com a mesma pessoa, não significa que a relação casual irá virar compromisso.

Esqueça relacionamentos anteriores: falar de problemas ou de relacionamentos anteriores não cabe nesse encontro.

Não tenha vergonha: esse momento é propício para se descobrir mais e se libertar, não é hora de ter vergonha do seu corpo. “Por isso, deixe essas questões bem resolvidas antes, praticantes do sexo casual precisam aproveitar bem seus momentos”, declara a sexóloga Carla Cecarello.

Comente