Posições sexuais básicas, com algumas variações

Posições sexuais básicas com variações

A penetração é um ato íntimo e de união. Apesar de ser um ato bastante dinâmico, ele pode se tornar monótono com o passar dos anos. É por isso que imaginação e inovação são fundamentais para que o encanto do momento perdure por muito tempo.

É justamente neste contexto que as posições sexuais assumem um papel importantíssimo na quebra da rotina de m casal. Existem várias posições que podem ser executadas, mas a maioria delas são variações de algumas posições básicas. Ao tentar mudar, o ideal é procurar encontrar a melhor junção do pênis com a vagina para que vocês dois sintam o máximo do prazer. Veja as posições mais praticadas

Mulher por cima

Nesta posição a mulher controla o ritmo dos movimentos e a profundidade da penetração. O parceiro neste caso pode aproveitar esta posição para acariciar seus seios, parte interna das coxas. Glúteos e genitais. Uma outra variação interessante quando a mulher está por cima pode ser feita com a mulher de costas para seu parceiro, o que pode aumentar a fantasia sexual do casal.

Posições sentadas

De uma forma geral estas posições permitem que a mulher seja mais ativa e dominante no ato sexual, pois é ela quem controla os movimentos e o ritmo da penetração. Uma cadeira pode ser usada como suporte para a penetração, seja pela frente ou por trás, desta forma, as mãos do seu parceiro podem ficar livres para as carícias. Em uma outra variação dessa posição a mulher pode sentar-se no colo do parceiro.

Posições por trás

Estas posições permitem penetrações profundas e podem ser usadas tanta para a penetração vaginal, como anal. Por não estimularem diretamente o clitóris, é interessante que o homem faça manualmente durante as preliminares ou mesmo na hora de colocar o pênis na vagina.

A penetração por trás e bastante interessante para os homens que tem pênis pequenos, dando uma maior sensação de preenchimento para a mulher. Além disso, a curvatura natural da vagina se ajusta a curvatura do pênis, o que permite uma penetração profunda, tornando-a até mais confortável do que outras posições.

Posições em pé

São uma boa alternativa para parceiros que têm aproximadamente a mesma altura. Para casais com características corporais muito diferentes um do outro, a penetração pode tornar-se um pouco mais difícil de ser conseguida. Nessas situações, a Muller pode auxiliar na penetração apoiando-se nas pontas dos pés e virando uma perna ligeiramente para o lado, enquanto o homem mantém os joelhos flexionados. Nas situações em que a mulher for menor que o homem e mais leve, ela pode se levantada por ele e abraça os quadris dele com as pernas, segurando nos ombros dele. O casal pode estar de frente um para o outro ou a mulher pode estar de costas para ele.

Homem por cima

É a mais usada. Relativamente passiva e confortável, permite penetração, contato visual e beijos. Entretanto, para a mulher essa posição não favorece uma correta angulação do pênis para a estimulação do clitóris e do ponto G. As posições em que o homem fica por cima da mulher são contra-indicadas quando o homem está bem acima do peso. Na posição papai e mamãe, a mulher pode colocar um travesseiro embaixo dos quadris para ter maior controle durante a relação sexual e para uma melhor angulação entre o pênis e a vagina, facilitando a penetração.

Posições Lado a Lado

Estão entre as mais confortáveis e relaxantes. São especialmente agradáveis para parceiros com muita diferença de peso, mulheres grávidas, aquelas que não gostam de penetração muito profunda, e casais mais maduros, que podem ter menos mobilidade. É também interessante para quem que começar a praticar sexo anal. Como os movimentos são mais limitados, há mais conforto e contato entre os corpos, o que pode significar uma maior intimidade para o casal.


Por isso a posição sexual, seja ela qual for, tem que agradar e combinar com os dois. O casal decide o que é realmente gostoso e prazeroso para os dois, por isso a melhor posição é a que agrada e dá prazer a ambos.

Fátima Mourah é "Personal Sexy Trainer", professora de artes sensuais e autora dos livros "Sexo pra mulheres casadas" e "Sexo, amor e sedução". Dá palestras e cursos de striptease, pompoarismo, pole dancing, como atingir o orgasmo e massagem erótica.

Comente