Pesquisa mostra o que eles e elas detestam no sexo oposto

Pesquisa sobre amor é reveladora

Foto: Dreamstime

Uma pesquisa sobre amor feita com os habitantes de todas as regiões do Brasil constatou as diferenças principais entre os gostos desde o Oiapoque ao Chuí. O levantamento foi feito pelo site de relacionamento amoroso e-Harmony.

Participaram 120 mil pessoas. A apuração foi feita com base no que mais as pessoas de ambos os sexos julgam intolerável e indispensável no parceiro(a), enquanto se relacionam, em cada estado brasileiro.

Os dados não são reveladores. Para os entrevistados, curiosamente, um bom relacionamento parece ser feito de coisas realmente simples. Veja alguns resultados da pesquisa divulgados pela e-Harmony:

- O estudo revela que brasileiros e brasileiras são unânimes quanto à característica mais intolerável para um relacionamento ideal; a mentira seguida por traição e falta de higiene, fecha o trio de características que tanto homens quanto mulheres dispensam em seus companheiros;

- As mulheres nordestinas são unânimes ao incluir a preguiça como uma das características mais intoleráveis no sexo oposto;

- No sul do Brasil, os homens não querem se relacionar com mulheres arrogantes ou excessivamente vaidosas;

- Há também, qualidades que independentemente do estado, só um dos gêneros valoriza. Elas, por exemplo, querem homens gentis e caseiros. Eles, por sua vez, querem mulheres que saibam se comunicar bem e que sejam pacientes;


- As mulheres do Sudeste sabem muito bem o que querem: o homem ideal tem que ter responsabilidade financeira. Em São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo essa é segunda característica mais indispensável, só fica atrás da química. No entanto, os homens parecem não se preocupar tanto com isso. No Rio de Janeiro, por exemplo, a responsabilidade financeira é última característica que os homens se importam.

Por Giseli Miliozi

Comente