Os bissexuais são mais felizes?

Os bissexuais são mais felizes

Foto: © Rainer Elstermann/Corbis

A felicidade, como todas nós sabemos, é um conceito muito relativo e pessoal, e sim, ela inclui a realização plena da sexualidade, mas ser ou estar feliz vai muito além do sexo e do prazer sexual em si, existe um conjunto de coisas que faz uma pessoa feliz.

O bissexual sente atração sexual por homens e mulheres e nem por isso será mais feliz: "Não tem como fazer esta relação entre a felicidade e a bissexualidade. É um tema bastante complexo", afirma da psicóloga do Hospital Villa-Lobos, Maria Fernanda Gonçalves dos Santos.

As dificuldades, percalços e desilusões são as mesmas de qualquer um, independente de sua escolha sexual. Talvez as pessoas que olhem a vida dos bissexuais de fora achem que é uma eterna festa, que eles aproveitam o melhor de cada um, já que transam com homens e mulheres. O que deve ter seu lado divertido, sem dúvida. Porém, nada é perfeito.

Segundo Maria Fernanda alguns autores remontam a bissexualidade a uma característica da homossexualidade. "Há casos em que a bissexualidade é um artifício, que permite integrar a homossexualidade, já que não apareceria como tendência única do individuo, ou seja, muitos homens casados mantêm, social e tradicionalmente, um casamento para manter as aparências e evitar o preconceito da sociedade, e mantém relacionamentos homossexuais em sua vida paralela".

Sentir-se livre para exercer seus desejos e sua sexualidade como lhe dá prazer faz parte de uma felicidade genuína e muito pessoal. Se prender a amarras morais pode bagunçar e nublar o equilíbrio de qualquer pessoa. A escolha sexual é apenas a escolha sexual, não envolve caráter, amor ou sentimentos. Envolve sexo, atração e tesão. Nessa linha de pensamento, realmente, a felicidade não tem a ver com isso.

E você, o que acha?

Por Giseli Miliozi

Comente