O século da mulher poderosa

Quando eu digo "poderosa", não estou me referindo à mulher arrogante, dominadora, maldosa. E sim uma mulher decidida, mais amável, profissional, sem deixar de ser feminina. Conhecedora dos seus pontos fortes e fracos. Aquela que jamais vê o homem como o centro da sua vida e sim, que ele faz parte da sua vida.

As poderosas não abrem mão da sua vida por um homem, mas são capazes de fazer concessões que não as violentam e que são importantes para a harmonia do relacionamento. Elas sabem usar a feminilidade a seu favor, mesmo sendo profissionais de sucesso. Conseguem competir em um mundo masculino, completamente a vontade com o seu sexo.

Elas não tem medo de serem tratadas como mulher. Não se sentem insultadas e nem diminuídas, quando um homem usa seu cavalheirismo. Nem deixam de usar o seu salto-alto. São competitivas, mas também elegantes e eficientes.

A mulher poderosa é misteriosa e complexa. E isso mexe com a cabeça dos homens. Não tenha medo de explorar a sua feminilidade, o seu natural encanto feminino.


Os homens gostam de se cercarem de mulheres poderosas. Portanto, lembre-se: "A visão que você tem de si mesma, influenciará o homem".

Fátima Mourah é "Personal Sexy Trainer", professora de artes sensuais e autora dos livros "Sexo pra mulheres casadas" e "Sexo, amor e sedução". Dá palestras e cursos de striptease, pompoarismo, pole dancing, como atingir o orgasmo e massagem erótica

Comente