O que ler depois de "50 Tons de Cinza"

O que ler depois de 50 tons

Muito além dos 50 tons de cinza.

O burburinho inicial por causa do best-seller super sexy hot "50 tons de cinza" parece ter passado. Muito criticado, por parecer irreal tanto no enredo quanto nos orgasmos múltiplos, ele nos faz pensar, e agora? O que ler depois de tal alarde? Algo que nos surpreenda positivamente e que seja bem quente, óbvio.

Temos algumas opções muito boas, e talvez bem mais interessantes com temáticas bem apimentadas. Como, por exemplo, uma boa literatura sexy em "Sexo anal - uma novela marrom", de Luiz Biajoni, onde uma paciente começa um caso com seu médico, só para dar um aperitivo.

Outra ótima opção para os próximos dias de chuva (bem convidativo) é "Duas bocas - histórias de comida e sexo", onde experiências gastronômicas e bom sexo dão água na boca.

Não podemos esquecer dos quadrinhos eróticos onde encontramos personagens e histórias altamente excitantes, como as da italiana Giovanna Cassotto que desenha e escreve, vale a pena conferir.

E para quem quer conhecer o melhor clássico, comece lendo "Clic", são 4 volumes, e fala sobre as aventuras sexuais de uma heroína aparentemente reprimida, obra do mestre cult de desenhos eróticos Milo Manara, também italiano.

Por Giseli Miliozi

Comente