Masturbação Feminina

Masturbação Feminina

Foto Image Source/Corbis

Como será que podemos defini-la já que esta prática ainda traz muitos constrangimentos às mulheres?

Apesar de vários nomes, o mais aceitável socialmente é masturbação, que nada mais é do que fricções, toques na região genital sem que necessariamente haja a relação sexual. Através dela também se pode obter o prazer erótico, até chegar ao orgasmo. A masturbação feminina é frequente e uma maioria das mulheres recorre a ela.

Todo este toque deve ocorrer, de preferência no clitóris, mas os pequenos e grandes lábios, assim como no interior da vagina, não devem ser esquecidos, já que todos esses órgãos compõem a zona erógena feminina (região de excitação para mulher).

O importante mesmo é a mulher se tocar, sem medo e sem vergonha, para conhecer aquilo que tem e quais as sensações obtidas com todo este toque. Identificar se mexer no clitóris de forma redondinha, de comprido ou atravessado, com muita ou pouca pressão, podem fazer uma grande diferença na hora do sexo, pois assim a mulher fica bem mais segura para mostrar a parceria do jeito que gosta, onde gosta.

Uma forma também bem interessante e cada vez mais comum de se chegar a satisfação sexual se dá através de vibradores, massageadores de tamanhos variados que auxiliam neste processo de autoconhecimento ou por que não, para a melhora da relação a dois.

Proporcionar este prazer a si mesma contribui para o sucesso de um relacionamento sexual. Mas, é claro: tudo o que é feito em demasia não é bom! A prática excessiva da masturbação também pode levar ao insucesso da relação, já que a pessoa se acostuma a um determinado jeito, forma de obter prazer que, para o outro, é difícil se equiparar ou fazer da mesma forma.


Então, lembre-se! Masturbação pode sim, desde que para você ela contribua para seu desenvolvimento sexual no caminho para a descoberta de sensações, ritmos de movimentos e obtenção do orgasmo.

Carla Cecarello, psicóloga e sexóloga, Mestre em Ciências da Saúde pela Unifesp, coordenadora do Projeto AmbSex, palestrante, apresentadora de TV, colunista da Rádio Transamérica e autora do Livro: "SexualMente - nós queremos discutir a relação. Contato: assessoria@carlacecarello.com.br

Comente