Master of Sex: seriado de TV discute sexualidade

Master of Sex  seriado de tv discute sexualidade

Seriado novo sobre sexualidade conta a história de uma pesquisa que agitou os anos 50. Foto/reprodução Imdb

O seriado "Master of Sex" começou a ser exibido no dia 7 de outubro pelo canal HBO no Brasil e vai mexer com um assunto que todos adoram - sexo.

Na verdade, ele fala sobre uma extensa pesquisa sobre o assunto que durou anos e a razão da vida dos personagens. Só que a história se passa nos anos 50, quando o que se aprendia sobre sexo era arrancado da vida, dos amigos, ou da pouca prática, ninguém falava sobre o assunto, mas nem por isso a coisa era menos safadinha e ativa, mesmo porque o método de pesquisa era observar casais transando para a observação de médicos, que tal?

Um pesquisador e uma secretária, juntos para pesquisar e para revirar tudo o que se imaginava que rolava entre quatro paredes até então. Apesar de conservadora até determinado ponto, devido à época que retrata, Master se apoia em bom figurino e ambientação bem produzidos, além da história extraordinária para a época em que viveram e pelo preconceito que enfrentaram.

Ele, William Masters (Michael Sheen), ginecologista e obstetra, pesquisador de renome na Universidade de Washington, sem habilidade para lidar com pessoas e tem problemas com a esposa que não engravida. Ela, Virginia Johnson (Lizzy Caplan), divorciada, com dois filhos, faz sexo casual, e é vista pela sociedade com desdém, o esperado para a época. E esse estranho casal começa a mudar a história sexual americana. Para quem gosta de cenas de sexo, nudez e assuntos polêmicos vale muito assistir, sem contar que vai abrir os horizontes e inspirar as mulheres. Veremos as dificuldades de se lidar com o assunto. É aquela coisa, todo mundo quer e gosta de sexo e de sacanagem, como sempre, mas tem gente que prefere não falar e se fazer de puritano (a).

Outro aspecto interessante retrata a dificuldade para tratar do assunto e seguir com um projeto que mexeu com as pessoas e a hipocrisia vigente quanto o assunto era gosto sexual, já que nessa época, toda mulher esperava a infidelidade do marido, mas tinha que ser fiel e pudica. Quem era diferente, era vista com olhos julgadores. E os homens, não devia ser fácil para eles, pois varriam-se os problemas sexuais para baixo do tapete, a culpa era toda da mulher.

Conforme informações já publicadas por sites especializados, a série vai mostrar além das cenas de sexo, masturbação, infidelidade e prostitutas. A história começa com o Dr. Masters perguntando à uma prostituta porque uma mulher fingiria ter orgasmo. Certamente vai mudar nossa visão sobre sexo e seus tabus tão antigos quanto a humanidade.

No site da produtora do seriado, a Showtime, há uma linha do tempo de descobertas sobre sexo. Bem interessante clique aqui para ver.

Master of Sex  seriado de tv discute sexualidade

Lizzy Caplan como Virginia Johnson em ação para sua pesquisa. Foto/reprodução Imdb


Por Giseli Miliozi

Comente