Ingrid Guimarães na pele de uma consultora de produtos eróticos

Consultora de produtos eróticos no cinema

Érika e Ingrid durante o laboratório antes do filme começar a ser gravado. Foto/Divulgação sex shop Sex Delícia

Alice tinha uma vida como muitas mulheres por aí. Workaholic, ela passava boa parte do tempo no escritório e se esquecia dos filhos, do marido e, principalmente, da vida sexual. Um dia seu marido resolveu pedir um tempo e, logo em seguida, ela foi demitida da empresa. É nesse momento que começa sua história no filme "De pernas para o ar", interpretada por Ingrid Guimarães, rainha da comédia na televisão e no teatro.

"É mais difícil para as mulheres se desligarem das preocupações. E muitas vezes é justamente a vida sexual que perde mais com todas estas tarefas acumuladas. Há sempre algo que fica pendente no cotidiano. No caso da Alice é o prazer, a vida não só sexual, mas afetiva, a relação com o marido. Tanto que ela nunca teve um orgasmo até brincar com um brinquedo erótico", afirma a atriz.

O filme é inspirado na história da empresária Érika Rambalde. Antes de ser consultora de produtos eróticos e se tornar proprietária da sex shop Sexy Delícia, ela trabalhava como representante comercial até que um furacão passou em sua vida. Além de ficar desempregada acabou se separando do marido. Mas a reviravolta veio de onde ela mesmo esperava, através do mercado de produtos eróticos.

"Um dia, a convite de uma colega, entrei numa sex shop e achei o atendimento péssimo. E depois de conhecer melhor esse mercado, isso há seis anos, percebi que muitas mulheres não freqüentavam um lugar desse não só por vergonha, mas também pela falta de profissionalismo dos próprios vendedores", conta. O insight para começar no ramo de Vendas Diretas surgiu logo depois. E lá foi ela com sua maletinha recheada de artigos eróticos em busca de clientes, o que rendeu episódios super engraçados retratados por Ingrid no filme. Em um deles, Érika foi barrada na porta giratória do banco. O jeito foi abrir a maleta e levar a situação com muito bom humor.

"Há muitos outros. No início do trabalho estava sem marido, sem namorado, portanto, muitas vezes acabei testando os artigos sozinha, afinal, é preciso conhecer e acreditar no produto que vendemos. Algumas amigas também me ajudaram nessa tarefa e avaliaram os artigos em casa, com seus companheiros". Assim como aconteceu com Érika, durante o laboratório para o filme Ingrid se deu conta que há um universo erótico que vai muito além do vibrador.

Com o passar do tempo, Érika não só começou a vender de "porta em porta", mas também promoveu festinhas particulares para a demonstração brinquedinhos e cosméticos sensuais, sempre de forma criativa e bem humorada - com o seu "apito disciplinador" em forma de pênis.

[galeria]

Assim que abriu a própria empresa entrou na onda do chá-de-lingerie e da despedida de solteira, com direito a serviços de "Gogo Boys". E hoje até oferece cursos de pompoarismo, sedução e streeptease. Também não é mais solteira.

A consultora acredita que parte do seu sucesso se deve ao fato dela não ser uma simples vendedora. Muitas vezes, ela se transforma em uma verdadeira amiga de suas clientes. "Sou uma boa ouvinte também e fico muito feliz quando recebo um feedback, quando sei que bastava um empurrãzinho para ela resgatar a autoestima e apimentar o relacionamento. De vez em quando dou uma de sexóloga também". Para quebrar o tabu do vibrador, por exemplo, ela começou a nomeá-los com apelidos engraçados, entre eles, "rebolation". E o mesmo aconteceu com outros brinquedinhos.

"As mulheres ficam com medo da reação do marido quando pensam em comprar um vibrador, até tem vergonha de comprar na frente das amigas e encomendam por telefone. Indico comprar primeiro algo mais leve, como aqueles de silicone para encaixar nos dedos e na hora H usar brincadeiras mais sutis".

Segundo a consultora, geralmente as primeiras aquisições são óleos e pomadas, principalmente para o sexo oral, assim a mulherada não chega a assustar o maridão logo de cara. "Por sinal, esses pequenos vidrinhos mudam, e muito, o sexo", acrecenta. E pelo visto, as aulinhas particulares de Érika para Ingrid deram certo. A atriz disse que antes delas já tinha o costume de usar os brinquedinhos sozinha e acompanhada, inclusive até chega a dar de presente para as amigas, mas agora que virou expert no assunto, sem dúvida deverá colocar em prática o que aprendeu.


"De pernas para o ar" estreia nas salas de cinema de todo país em 31 de dezembro.

Por Juliana Lopes

Comente