Fantasias sexuais não têm limites

Fantasias sexuais não têm limites

Dizem que, para uma boa relação os ingredientes são respeito, diálogo e companheirismo. Será que não falta uma pitadinha de ousadia a mais? Para a argentina, Alicia Gallotti, autora de diversos livros, a fantasia sexual é um fator determinante para um bom relacionamento.

Alicia Gallotti, autora, entre outras obras, de "Nossas Fantasias Mais Íntimas" (Editora Planeta, 2012), diz que fantasias são as melhores aliadas para estimular o desejo. "Para a imaginação não existem fronteiras ou censura, de modo que nesse sentido o prazer é ilimitado e sempre traz algo de novo, evitando a rotina perigosa e a repetição: dois grandes inimigos de uma boa vida sexual", diz a autora.

Por séculos a mulher teve como únicas funções cuidar do lar, dos filhos e satisfazer as necessidades sexuais do marido. "Por esta razão, o erotismo feminino tornou-se ainda um território desconhecido para ela. Embora o papel da mulher na sociedade e na sexualidade tenha mudado, ainda sobrevivem mitos e tabus que as impedem de serem elas mesmas, por medo de serem julgadas negativamente. Livrar-se de barreiras e aceitar o sexo como algo positivo é um bom ponto de partida", afirma Alicia Gallotti.

Ao ser questionada sobre quais foram as fantasias que mais lhe surpreenderam, Alicia não soube dizer. "Tenho uma mente muito aberta, nada mais me surpreende. Eu acho incrível o poder de imaginação da mente humana, é sem limites", observa a autora. E a argentina recomenda cuidado. Mesmo quando a fantasia é muito excitante para uma pessoa, colocá-la em prática pode ser menos prazeroso que a imaginação.

Em seu último livro, lançado em fevereiro deste ano, Alicia usou as cinco fantasias mais comuns entre as mulheres para criar as suas histórias. Uma das personagens se envolve sexualmente com um desconhecido que nunca mais voltará a ver, outra vive uma paixão proibida com um colega de profissão, um funcionário da concorrência.

Fantasias sexuais não têm limites

Nossas Fantasias Mais Íntimas - Alicia Gallotti. Foto: Divulgação


Alicia Gallotti não acredita que a mulher latina seja mais sensual que as outras. Para ela todas têm mais ou menos sensualidade, independente da nacionalidade: "As mulheres latinas são mais afetuosas na sua maneira de se expressar, mas isso não significa que sejam, por isso, mais sensuais", pensa.

"Em todos os países e em todas as culturas existem mulheres mais ou menos apaixonantes e os fatores determinantes são tantos que se torna impossível enumerá-los. Até mesmo uma mulher fria pode ser excitante como amante, dependendo de seu humor e de acordo com as circunstâncias", afirma a autora.

Por Bianca de Souza (MBPress)

Comente