Excesso de sexo ou compulsão?

Excesso de sexo ou compulsão

Foto: Push Pictures/Corbis

Muito se fala sobre a falta de desejo ou sobre ter pouco sexo, mas e quando há sexo em excesso? Já ouviram falar nisso?

Muitas mulheres e homens sonham com sexo, todos os dias, e nada tem de errado com isso, mas há pessoas que ultrapassam esse limite entre o prazer e o sofrimento.

O excesso de sexo, em si, causa apenas certa fadiga muscular, dores pelo corpo pelo esforço físico. Porém há situações em que o excesso de sexo representa um mal e pode ser configurado como doença.

Uma pessoa é considerada "viciada em sexo" ou tem uma compulsão sexual quando deixa de realizar suas atividades normais, como trabalhar, sair com os amigos e se divertir para fazer sexo o tempo todo, com diversas pessoas, tanto com namoradas quanto com garotas de programa, a qualquer momento.

A pessoa deixa até de almoçar ou jantar para procurar por sexo. Geralmente, essa pessoa não sente prazer, é um ato totalmente mecânico. Essas pessoas são compulsivas sexuais e precisam de tratamento médico.

Portanto, que fique bem claro: não tem nada de mais em praticar várias vezes por dia. E, apesar de sexo ser muito bom, ele não pode atrapalhar sua vida cotidiana. Se isso acontecer procure um psicólogo especialista no assunto e peça ajuda.


Por Giseli Miliozi

Comente