Estudo revela que lésbicas têm mais orgasmos que as heterossexuais

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
orgasmo lésbicas

Shutterstock

Um estudo recente publicado no Journal of Sex Medicine se concentrou na relação entre a orientação sexual e a frequência de orgasmos em mulheres solteiras. Os pesquisadores coletaram as respostas de mulheres entre 21 e 65 anos por meio de um questionário online, em 2011. Depois, eles analisaram apenas as respostas de uma sub amostra menor, 1.353 mulheres, que fizeram sexo nos últimos 12 meses.

As mulheres heterossexuais relataram ter orgasmos 61,6% das vezes, as bissexuais, 58%, enquanto as lésbicas tiveram o maior índice de orgasmos: 74,7%.

Os pesquisadores atribuíram ao resultado o possível fato de que as mulheres lésbicas estão mais à vontade e familiarizadas com o corpo feminino que são mais capazes de levar as parceiras ao orgasmo. Outras avaliações incluem: duração do ato, atitude em relação a gêneros, papéis desempenhados durante o ato e possíveis diferenças hormonais.

Um dos autores do estudo, Justin Garcia, explicou as implicações do estudo ao Huffington Post. "Entender os fatores que influenciam a variação na ocorrência de orgasmos entre minorias sexuais pode ajudar a personalizar terapias comportamentais para aqueles de orientações sexuais diferentes. Além disso, aprender mais sobre orgasmos em relações do mesmo sexo podem ajudar no tratamento de homens e mulheres tanto em relacionamentos do mesmo sexo como os de sexo misto. Consequentemente, essas conclusões podem melhorar a qualidade do atendimento de saúde sexual", concluiu.


Por Vila Mulher

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Assuntos relacionados: sexo orgasmo lésbicas