E quando ele não quer transar?

E quando ele não quer transar

Não é de hoje que as mulheres, principalmente as casadas, buscam desculpas para as noites em que não estão com vontade de fazer sexo. Já eles parecem sempre estar bem dispostos. Como você reagiria se o procurasse cheia de paixão e ele dissesse que não está a fim?

Segundo o Dr. Celso Marzano, urologista, sexólogo e terapeuta sexual, diretor do CEDES -SP e professor da Faculdade Medicina ABC-SP, falta de apetite sexual é a principal queixa dos homens que vão ao seu consultório. Os principais motivos variam entre fatores físicos e emocionais, por exemplo, estresse ou ansiedade. "Podemos dizer que o dia a dia conspira contra o sexo, pois conciliar família, amigos, trabalho e os nossos interesses pessoais é muito difícil", diz.

Por ser uma situação, teoricamente, pouco comum, é normal que a mulher não saiba como reagir nesse caso. O especialista acredita que o diálogo entre o casal seja muito importante, mas ressalta: "Sem cobranças ou receitinhas mágicas para melhorar a resposta sexual. A diminuição do desejo está ligada ao emocional, na maioria das vezes". O urologista afirma ainda ser essencial não responsabilizar a si ou a parceira. "A busca por tratamento com especialistas terapeutas sexuais em curto espaço de tempo vai levar a uma melhoria ou cura do quadro", completa.

Jayme Borges, 30 anos, jornalista e estudante de direito, revela que por esse motivo seu relacionamento quase teve fim. "Para mim, relação tem que ter sexo, mas não é fundamental. Assim, tivemos muitos desentendimentos quando passei um tempo sem desejo sexual. Estava com problemas financeiros e não conseguia pensar em sexo", conta Jayme. O advogado confessou já ter transado só para agradar: "Já fiz sem vontade, só para agradar o outro".

O Dr. aponta fadiga, uso de medicamento ou outras drogas, DSTs, além de alterações hormonais, como as principais causas físicas. Já entre as emocionais estão estresse psicológico, depressão, baixa autoestima, infidelidade e problemas do dia a dia. "Além de tudo isso, não aceitar um ‘não’, fazer exigências sexuais e a necessidade sempre de grandes orgasmos vão tirando a qualidade do sexo e os parceiros perdem a libido", afirma o sexólogo.

Os homens têm dificuldade em aceitar que problemas emocionais estejam interferindo em seu desejo sexual, por isso acreditam que o problema é sempre físico. Isso indica que muitas vezes nem eles mesmos saibam a causa da baixa libido. "A maior causa é a de hipogonadismo (diminuição na produção de testosterona, o combustível sexual do homem. Essa disfunção pode ocorrer por alterações genéticas, acidentes, inflamações ou tumores do testículo", revela o urologista.


Dr. Celso afirma que apesar da falta de desejo os homens conseguem ter e manter a ereção, mas isso não significa que ele esteja sentindo prazer. Como terapeuta, o especialista revela que uma conversa honesta e clara pode ajudar muito o casal. Aos homens ele diz: "Explique para a sua parceira como funciona a sua resposta sexual e o que pode influenciar positivamente e negativamente". E completa: "A insatisfação pode ser pessoal e nada a ver com a companhia. Ele necessita da ajuda das pessoas que o ama."

"Se você perdeu o desejo sexual não desanime, pois com o tratamento adequado com o terapeuta sexual você pode aumentar muito a intensidade do desejo e resgatar as suas respostas sexuais e o prazer", finaliza Dr. Celso Marzano.

Por Bianca Souza (MBPress)

Comente