Disfunção erétil pode ser alerta para outras doenças

disfuncaoeretildoencas

Foto: Klaus Tiedge/Corbis

Um problema como a disfunção erétil pode atrapalhar bastante a vida sexual dos casais, mas, além disso, pode ser um alerta para outras doenças perigosas.

De acordo Gerson Lopes, médico chefe do Departamento de Medicina Sexual do Hospital Mater Dei, de Belo Horizonte, apesar do medo de falhar, desencadeado pela insegurança e ansiedade, ainda ser a principal causa de disfunção erétil, uma série de problemas pode fazer com que os homens deixem de ter a função sexual normal, como traumas, tabus, doenças, cirurgias e até alguns medicamentos. "A DE (disfunção erétil), pode ter origem psicogênica (causas psicológicas), orgânica ou mista (mistura de causas psicológicas e orgânicas)".

Quando o problema aparece em homens a partir dos 50, o médico deve suspeitar de causas orgânicas. Existem diversos fatores de risco para que esses homens desenvolvam DE, são eles: sedentarismo, obesidade, diabetes, hipertensão arterial, colesterol elevado, usos de medicamentos anti-hipertensivos ou antidepressivos, estresse, depressão, tabagismo e excesso de bebida alcoólica.

É necessário estar atento, pois doenças sérias podem ser a causa do problema "Ao investigar as causas da dificuldade de ereção, é frequente a descoberta de doenças como hipertensão, diabetes, aumento da próstata, doenças cardiológicas, câncer de próstata e depressão", revela Lopes.


Por isso o médico aconselha que o homem visite um urologista com freqüência. "Quando o homem vai ao urologista, ele não só pode encontrar melhora de sua qualidade de vida, mas pode estar se tratando de outras doenças e prevenindo o surgimento de outras, já que a DE é um marcador importante de doenças cardiovasculares", reforça o especialista.

Comente