Dicas para praticar o sexo oral

sexo oral

Foto - Reprodução/nolawoman

A repressão sexual não permitiu várias práticas e o sexo oral é uma delas. Felizmente isso começou a mudar durante o século 20 e hoje podemos discutir e derrubar tabus.

Atualmente, a sexologia moderna apresenta o sexo como um jogo feliz e sem regras que permite desenvolver as dimensões daquele que o pratica sem travas impostas pela educação em geral. Com essa premissa básica de respeitar os desejos do outro, pode-se dizer sem dúvida que no sexo não há nada proibido.

A perfeição não existe em matéria de sexo. Mas o ideal é se aproximar do ponto que o amante alcance o máximo do prazer. O banho a dois pode ser considerado um jogo, carícias e atitudes que contribuem para tornar o sexo oral mais prazeroso e estimulante.

O segredo do sexo oral é muito simples, basta que quem o faça esteja convencida e desfrute tanto desse momento como aquele que recebe. A lavagem dos genitais em uma parte do jogo é bem estimulante e cria um clima sensual e acaba na masturbação. A excitação é sentida no prazer de beijar e lamber a glande ensaboada, acariciar os testículos e sentir a pulsação do membro como respostas as caricias.

- Os jogos preliminares não têm limites e tudo é válido: aromas, sabores, carícias em diferentes partes do corpo. Tudo vale antes que a boca entre em contato com o pênis.

- A delicadeza ao tratar o pênis é fundamental. Para controlar a profundidade de entrada do pênis em sua boca, enlace-o com uma ou ambas as mãos antes de beijar ou lamber. A glande é a parte mais sensível.

- Convém pegar o membro com delicadeza, cobrir os dentes com os lábios e buscar a pressão adequada e o ritmo exato sem apertar demais.

- Aumente o prazer dele variando a ação da língua e lábios.

- A técnica aplicada sem paixão reduz-se a um movimento mecânico e pouco estimulante.

- Quando a excitação do amante vai aumentando, o ritmo das caricias devem mudar. Se ele está a ponto de chegar ao nível máximo de excitação, é preciso afastar-se do pênis e acariciar os testículos durante um tempo para supreendê-lo, ou dar grandes lambidas lentas ao longo de todo o tronco para aumentar o desejo dele. E com a mesma intenção roçar a glande lentamente com os lábios, em uma carícia que elevará sem limites o seu prazer.


Fátima Mourah é "Personal Sexy Trainer", professora de artes sensuais e autora dos livros "Sexo pra mulheres casadas" e "Sexo, amor e sedução". Dá palestras e cursos de striptease, pompoarismo, pole dancing, como atingir o orgasmo e massagem erótica

Comente