Compulsão sexual

“Ele só pensa naquilo”. Em alguns casos, o que parece ser um desejo sexual saudável na verdade é uma doença, a chamada compulsão sexual.

Os homens destacam-se como as maiores vítimas do mal. Só é considerado um transtorno quando a pessoa imagina várias vezes ao dia em inúmeras fantasias sexuais e tem uma constante necessidade de buscar o sexo, não necessariamente o ato em si.

Se esse comportamento se repetir por seis meses ou o paciente transformar o sexo como recompensa para atividades simples da rotina é necessário buscar ajuda, ou seja, uma terapia. Já até existem grupos que seguem os conceitos dos Alcoólicos Anônimos, como os Dependentes de Amor e Sexo Anônimos (Dasa). O paciente troca experiências com outras pessoas e aprende lidar com o mal.

A compulsão por sexo é um transtorno mais comum do que se imagina. Famosos como o ator David Duchovny, do seriado Californication, assumiu ser uma vítima. Michael Douglas também confessou ser viciado em sexo e já passou por tratamento.

Douglas foi convidado recentemente para interpretar o papel de um magnata com a libido descontrolada para o filme Solitary Man (Homem Solitário). Na trama, o personagem de Michael Doulgas será um homem que vê sua carreira e o casamento serem destruídos, uma das causas é o vício em sexo.

Comente