Chiclete afrodisíaco promete aumentar a libido

O Viagra de mascar é vendido por cerca de R$ 140 e feito com elementos afrodisíacos. Você compraria?
chiclete afrodisíaco

Uma única caixa com quatro unidades do chiclete custa 25 libras, cerca de 140 reais. Foto - Istock/robstyle

Aumentar a libido é o principal desejo de muita gente que quer dar um 'boost' na vida sexual e/ou trazer de volta aquele 'fogo' dos primeiros meses de namoro. E acredite, para alguns vale de tudo para ficar mais tarado(a), desde investir no polêmico Viagra feminino, até pagar o equivalente a 140 reais em um chiclete 'afrodisíaco'.

Isso mesmo, você não leu errado. O chiclete afrodisíaco é um produto lançado por uma festas eróticas mais famosas do mundo, a Killing Kittens (KK). A goma de mascar inusitada promete esquentar qualquer relação após oito minutos de mastigação, dá para acreditar?

De acordo com o site da KK, o produto é feito com ingredientes que aumentam a libido e o fluxo de sangue nas zonas erógenas, causando assim a excitação. A marca também informa no site oficial que o efeito dura cerca de três horas e o impacto pode ser sentido em até 24h depois. Que poder, não?

chiclete afrodisíaco

Foto - Divulgação

A Killing Kittens oferece dois tipos de chiclete, sendo eles para homens ou mulheres. O que assusta é o precinho nada camarada: uma caixa com quatro unidades do chiclete custa 25 libras, preço que não é salgado para os frequentadores do KK.

De acordo com Emma Sayle, 33 anos, idealizadora do KK e amiga de Kate Middleton, para entrar no clube de orgia de elite é preciso não só ser bonito(a) e ter um corpo em dia. "Para conseguir um membership leva-se em conta a idade (só são aceitos maiores de 21 anos), a profissão e a conta bancária. Quanto mais gorda, melhor. É obrigatório que os candidatos sejam interessantes e quentes”, disse. As informações são da revista Glamour.

Ingredientes afrodisíacos funcionam mesmo?

chiclete afrodisíaco

Foto - Istock/sakkmesterke

De acordo com pesquisadores da Universidade de Guelph, no Canadá, alguns alimentos podem aumentar a circulação sanguínea, atuar no sistema nervoso central e aumentar a produção dos hormônios sexuais, melhorando a libido, aumentando a sensação de prazer, o tempo de ereção e até a lubrificação vaginal. Apesar disso, "ainda não há evidência suficiente para apoiar o uso generalizado destas substâncias como afrodisíacos eficazes", disse o líder do estudo, Massimo Marcone.

Por Thamirys Teixeira

Comente