Casais cúmplices e cheios de história pra contar

Casais cúmplices e cheios de história pra contar

Foto: Dreamstime

Reza a lenda que depois do casamento, o relacionamento corre o risco de pegar fogo com as brigas e discussões. Mas parece que esta situação fica só na lenda para alguns casais que conseguem se adaptar perfeitamente. Claro que uma dificuldade aqui, outra ali sempre aparece, mas estes casais são cúmplices em momentos bons e ruins e juntaram, durante sua trajetória, um monte de histórias engraçadas pra contar.

Conversamos com três casais e o mais interessante é que todos disseram que este companheirismo entre a dupla nasceu de uma grande amizade anterior. Sabe aquela história de ‘os opostos se atraem’? Parece que no caso deles aconteceu totalmente o contrário e deu certo! Os gostos e preferências combinam e servem de combustível para a parceria dos pombinhos.

A gerente de Call Center, Andrea Domenico, e o engenheiro de Software, Ralph Ramos, já passaram por poucas e boas, a Andrea contou pra gente uma das cenas mais engraçadas do casal: "Estávamos a passeio em Paraty, e resolvemos fazer um brinde. Assim que estávamos prestes a brindar, eu vi uma barata enorme na parede, dei um grito e assustei o Ralph, que derramou toda a bebida na calça jeans. Todas as outras calças estavam sujas, portanto eu tive a "brilhante" ideia de secar com o secador. Acontece que o secador entrou em curto, soltou uma faísca e bum! Pegou fogo no traseiro dele! Ele pulava e com isso ao invés de ajudar eu só conseguia dar risadas. Saldo da noite: uma calça a menos, risadas a mais e a garantia de que até nos piores momentos a nossa cumplicidade só aumenta".

Já a Débora e o Wagner de Oliveira, justo na lua de mel, presenciaram o maior mico, que a Débora revelou pra gente: "Resolvemos caminhar pela praia, só que me deu um piriri danado. Nisso faltavam uns 15 minutos até chegar em casa e o Wagner me mandou abaixar as calças ali mesmo, só que eu não tive coragem. Eu estava gargalhando tanto que não aguentei e soltei um pum. Passou uma viatura e ele perguntou onde havia banheiro público, o guarda respondeu: ‘Olha lá, todo seu’. Era a praia, e foi o jeito. Terminei o serviço e enterrei bem. Acontece que ficamos para ver o sol nascer e depois que ficou claro, ele olhou meu bumbum e viu que o shorts branco estava com uma mancha marronzinha: aquele pum não havia sido apenas gás!"

Amanda Bozza e Maurício Daniachi formam um casal que entre umas e outras acabaram encontrando uma maneira bem particular para se divertir: "Quando vamos para a balada juntos, chegamos lá e nos separamos. Daí cada um de nós incorpora um personagem e ficamos nos paquerando como se não nos conhecêssemos. Ele me paga drinks e tenta me conquistar, e isso sempre acaba em boas risadas e claro muito namoro", conta Amanda.


Deu pra ver que ser feliz pós-casamento é possível, só é necessário um pouco de descontração e parceria, pois agora um faz parte do outro, e sem cumplicidade vai ser muito mais difícil (e sem graça!) continuar vivendo.

Por Alessandra Vespa (MBPress)

Comente