Cadeira erótica: 4 posições deliciosas

Sexo e diversão são coisas que sempre andaram lado a lado. Mas se tem um jeito de aumentar a diversão sempre é bom usar. Conheça a cadeira erótica e resista se for capaz.
4 posições para a cadeira erótica

Cadeira Adela, desenhada por Andres Amaya. Foto: Divulgação

Se há um objeto que tem feito a alegria de muitos casais em motéis esse sem dúvida é a cadeira erótica. O mais interessante nela é que você consegue fazer várias posições, das básicas às mais inusitadas, e ainda fica com as mãos livres para trocar algumas carícias.

E a gente já notou aqui no Vila Mulher que a mulherada fica em dúvida de como aproveitar melhor esse acessório erótico. "Existem vários modelos dessa cadeira e elas permitem posições mais versáteis do que a cama", comenta a sensual coach Fatima Moura. "Quando comecei a dar cursos, na década de 90, essa cadeira já existia", completa.

Se você ainda não teve a oportunidade de experimentar uma cadeira dessas e pretende impressionar o parceiro na próxima visita ao motel, Fatima separou cinco posições bacanas para você fazer. Confira:

4 posições para a cadeira erótica

União: o homem fica sentado no assento da cadeira e a parceira fica por cima dele. É a mesma posição adotada no Kama Sutra. A mulher sente mais prazer, porque está por cima, comanda a penetração e estimula o clitóris.


4 posições para a cadeira erótica

Coqueiro macho: a mulher fica de quatro na cadeira e o homem fica por cima dela para fazer a penetração.

4 posições para a cadeira erótica

Escalada dos Andes: a mulher fica deitada na cadeira com a cabeça mais baixa do que o corpo (a cadeira se transforma naquelas pranchas para fazer abdominal). O homem apóia nos joelhos nos ferros laterais da cadeira e faz uma penetração mais profunda. É ideal para as mulheres que querem ter uma sensação mais forte.

4 posições para a cadeira erótica

Por do sol: o homem utiliza toda a cadeira e fica deitado, enquanto a mulher fica por cima, ajoelhada e de costas para o parceiro. Como a mulher está por cima, acaba sentindo mais prazer e controla o ritmo da penetração. O homem, por sua vez, tem a chance de acariciar as coxas da parceira e ver seu bumbum, um fetiche para o público masculino.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente