Alimentação saudável aumenta o apetite sexual?

Boa alimentação aumenta o apetite sexual

Foto: Jessica Peterson/Tetra Images/Corbis

Seguir uma dieta balanceada é fundamental para garantir o bom funcionamento do organismo e prevenir doenças como a obesidade. Mas você sabia que, além de uma vida saudável, a alimentação adequada no dia a dia pode proporcionar uma melhora no desempenho sexual?

É isso mesmo que você acabou de ler! Segundo a nutricionista do Instituto Cohen de Ortopedia, Reabilitação e Medicina do Esporte, Vivian Ragasso, uma alimentação saudável pode ajudar no prazer sexual tanto pelo estímulo físico quanto químico.

O poder químico é quando no alimento existe uma substância capaz de reagir de forma excitatória no organismo. "Ou seja, quando estimula hormônios, aumenta a pressão, a temperatura corporal ou ainda causa alguma alteração fisiológica que remeta ao prazer obtido durante o ato sexual", descreve ela.

A nutricionista informa que alimentos ricos em zinco (precursor do hormônio testosterona), triptofano (precursor da serotonina) e capsaicina (responsável pelo sabor picante da pimenta), geram no corpo reações interessantes para a libido. "Além do efeito causado por alguns alimentos, uma alimentação saudável vai estimular a mulher a se sentir segura, confiante e melhor com seu corpo", informa.

Veja a lista de alimentos que, de acordo com Vivian Ragasso, aumentam a libido e, por consequência, estimulam orgasmos e uma melhor lubrificação:

Especiarias ou raízes: açafrão, baunilha, canela, cravo, curry, gengibre, pimenta, noz moscada, mostarda, hortelã e alho.

Frutas, vegetais e oleaginosas: banana, aspargos, amêndoas, castanha do Brasil, castanha de caju, figo, maçã, romã, morango, framboesa, pêssego, damasco, pinhão, pêra e uva.

Outros alimentos: frutos do mar (ostra), cogumelos, mel, guaraná, ovos, grão de bico e bebida alcoólica.

Vivian salienta que a alimentação deve ser bem variada. Entretanto, é necessário ingerir um estimulante de cada grupo ao longo do dia. "A alimentação que antecede o ato sexual deve ser leve e de fácil digestão", diz ela. Já durante o dia, abuse das frutas como opção de lanche intermediário.

Ela orienta que a ingestão de água no decorrer do dia é muito importante. Já o álcool deve ser ingerido com moderação, caso contrário o efeito pode ser inverso. "Uma taça de vinho é suficiente", afirma. "Evite frituras, pois retarda a digestão e alimentos flatulentos como brócolis, couve-flor e refrigerante, pois geram desconforto gástrico durante o ato sexual", explica.


A prática de exercícios físicos também contribui para um melhor desempenho na cama. Ao se exercitar você gera um aumento na movimentação da circulação sanguínea, podendo deixar algumas aéreas do corpo mais irrigadas e preparadas para o ato sexual.

"Além disso, ocorre a liberação de substâncias como a endorfina que atua fortemente como estimulante natural e serotonina que causa sensação de prazer e bem-estar", finaliza Vivian Ragasso.

Por Stefane Braga (MBPress)

Comente