Farnel

Nas suas entradas pelo sertão, bandeirantes e depois os tropeiros, levavam um farnel que consistia basicamente em farinha, pedaços de frango ou feijão cozido e ovos cozidos duros. Tudo isto amarrado num guardanapo grande, como eram os guardanapos de então. Ao abrir o guardanapo, farinha e demais ingredientes esatavam todos revirados, virados, transformados no que viria a ser, muito possivelmente, a origem dos atuais virados e do cuscuz paulista.

Rendimento

6 porções

Ingredientes

  • 1 unidade(s) de frango inteiro sem pele(s)
  • 2 colher(es) (sopa) de azeite de oliva
  • 4 dente(s) de alho amassado(s)
  • 2 unidade(s) de cebola picada(s)
  • 6 unidade(s) de tomate picado(s), sem semente(s)
  • 1 colher(es) (sopa) de extrato de tomates
  • 1 folha(s) de louro
  • quanto baste de sal
  • quanto baste de pimenta-do-reino branca
  • 1 colher(es) (chá) de cúrcuma
  • 1 xícara(s) (chá) de cheiro-verde picado(s)
  • 1/2 xícara(s) (chá) de azeitona verde picada(s)
  • 4 unidade(s) de ovo cozido picado(s)
  • 3 unidade(s) de lingüiça fresca de pernil picada(s) e frita(s)
  • quanto baste de farinha de milho amarela em flocos

Modo de preparo

Numa panela aquecida, junte o azeite, e os pedaços de frango, mexendo até dourar levemente. Acrescente o alho e a cebola e mexa até a cebola ficar transparente. Adicione o tomate, o extrato de tomate, o louro, sal e pimenta a gosto, a cúrcuma e água suficiente para cobrir. Leve ao fogo até ferver, tampe a panela e deixe cozinhar até a carne ficar macia e obter um molho denso. Retire do fogo, elimine os ossos e separe a carne em pedaços grossos. Junte a carne ao molho. Leve novamente ao fogo e acrescente o cheiro-verde, as azeitonas, os ovos e a lingüiça, mexendo até ferver. Adicione a farinha, aos poucos, mexendo sempre até ficar espesso e bem úmido como o cuscuz. Ponha no meio de um guardanapo grande de linho engomado, amarre as quatro pontas, coloque num prato de servir. O guardanapo deverá ser desamarrado apenas quando todos os convidados estiverem à mesa para que todos possam ser surpreendidos pelo aroma extraordinário que, nessa altura, se desprende dele.

Receita retirada do livro "Viagem Gastronômica Através do Brasil" de Caloca Fernandes.

Comente