Teste da maçã: pensamento positivo

Teste da maçã pensamento positivo

Da esq. para a dir. maçã positiva e maçã negativa

Com o sucesso de Somos Todos Um, que fala sobre física quântica, ouvimos falar muito sobre a força do pensamento. Uma parte específica do filme ganhou grande notoriedade, é aquela em que aparece uma pesquisa realizada por um cientista japonês chamado Massaru Emoto.

Em sua pesquisa, o Dr. Emoto analisou amostras de água com vibrações negativas e positivas através de diferentes palavras. Os resultados foram surpreendentes: as palavras que recebiam mensagens positivas eram mais, digamos, bonitas. Já as negativas, ficaram turvas e feias. A conclusão: se o organismo é composto de mais de 70% de água, imagine o que os nossos pensamentos são capazes de fazer com o nosso corpo físico.

Foi o que despertou a curiosidade do educador físico Yuri Motoyama, que decidiu fazer com uma maçã. "Eu fiquei 2 semanas diariamente dizendo palavras boas e ruins para as duas maçãs. As vezes eu me concentrava em uma maçã e pensava em momentos bons da minha vida, ou pensava em como a maça era bela, representava a natureza, era saborosa etc. A parte negativa eu pensava em imagens de pessoas sofrendo, que aquela maçã poderia ser ruim, pensava em palavrões e até xingava a maçã", conta.

"Depois de um tempo eu comecei a fazer a experiência com a fruta negativa primeiro porque ela me deixava meio mal se eu a fizesse por último, era como se eu revirasse toda ira e raiva de dentro de mim e quando eu deixava isso por último ficava algumas horas me sentindo mal, como se tivesse brigado com alguém", revela.


Por Lívany Salles

Comente

Assuntos relacionados: culinária positivo sabor pensamento mação