Pimenta dos Chefs

Chef Edinho Engel - foto divulgação

Chef Edinho Engel

Apaixonado por peixes e frutos do mar, o chef mineiro desenvolve a cozinha contemporânea brasileira em seu restaurante Manacá, localizado no litoral norte de São Paulo. Também autor do livro “O Cozinheiro e o Mar”, um sucesso de vendas, Edinho está sempre na capital baiana por conta da sua outra casa, o Amado.

Em todas as receitas Edinho faz questão de preservar o tempero regional dos pratos, por isso utiliza bastante a pimenta-de-cheiro. Como seu famoso prato de Camarões Empanados.

“Seu aroma é maravilhoso. Fica muito bem em moquecas, no acarajé e no mineiro Frango ao Molho Pardo. No Manacá utilizo mais a dedo-de-moça, além dos molhos de pimenta para acompanhar a casquinha de siri. Mas tenho um carinho especial pela pimenta-de-bode. É bastante ardida e dá sabor as galinhadas! Uso desde que comecei a cozinhar, por isso seu aroma me faz lembrar a infância”.

Chef Paulo Martins

Conhecido por divulgar os ingredientes paraenses aqui no País e no exterior, Paulo costuma organizar todos os anos o festival ‘Ver-o-Peso da Cozinha Paraense’ no famoso mercado de mesmo nome.

Também está no comando do restaurante Lá em Casa, fundado por sua mãe Anna Maria Martins, que recebeu muitas personalidades ilustres, dentre elas João Paulo II. Já Caetano Veloso e Gilberto Gil costumam dar uma passadinha para saborear um bom prato de Maniçoba (folhas de mandioca-brava, toucinho e mocotó).

“A pimenta-de-cheiro é a marca da nossa culinária. Costumo usar a amarelinha porque ela é menos picante e não esconde o sabor dos alimentos. Não costumo amassá-las, para não passar o seu gosto exagerado aos alimentos. Sempre retiro as sementes, por ser a mais picante. Ela é ótima em peixes ensopados ou com peixe ao molho de camarão ou ainda para fazer molho de pimenta ao tucupi”.

“Também indico a pimenta verde porque não chega a queimar na boca e tem um sabor discreto. É ideal para a receita de Piramanga - Pirarucu com manga, em refogados, e até pode substituir o pimentão. Muita gente usa a pimenta-do-reino no dia-a-dia e acaba misturando com sal para temperar peixes e carnes. Prefiro usar com menos freqüência. No restaurante tenho esses três tipos, às vezes uso a dedo-de-moça e a calabresa para receitas de festas do buffet” .

Por Juliana Lopes

Comente

Assuntos relacionados: profissão sabor pimenta galinhada