Mojito e Margarita: drinques refrescantes para o verão!

Mojito

Assim como muitos alimentos e pratos típicos, as bebidas também têm muita história para contar. O Mojito, por exemplo, tão simples e saboroso quanto a nossa caipirinha, foi criado pelos escravos em Cuba no século XIX.

Mas foi em Havana, na década de 40, que ficou mais conhecido. O cubano Angel Martinez abriu o bar La Bodeguita e começou a preparar o drinque. Por sorte atraiu o paladar do escritor americano Ernest Hemengway, que trouxe mais nada menos do que Brigitte Bardot, Pablo Neruda, além de Nat King Cole para experimentá-lo.

Lá na ilha, a erva usada no drinque não é a hortelã, e sim a hierbabuena, um pouco mais apimentada. Outro segredo da bebida é o rum da marca Havana Club, mais aromático e saboroso.

Também na América, à beira-mar, mais precisamente em Acapulco, nasceu a famosa Margarita nas mãos do barman Paulo Avelino Jacovos, marido da socialite americana Margareth Sanders, isso em 1948.

Há também outra versão para a origem da bebida. Ela teria sido batizada por um barman apaixonado pela atriz norte-americana Margarita Carmen Cansino, famosa como Rita Hayworth na década de 40.

Assim como a nossa caipirinha, a receita clássica agrada os mais tradicionais, e a versão frozen - com gelo moído e suco de frutas variadas - é presença garantida entre os mais jovens. Basta usar duas partes de tequila, uma de Cointreau e outra de suco de limão. É só bater na coqueteleira e servir bem gelada. Só não se esqueça de embeber a borda da taça com sal e limão.

Veja também:

Cosméticos inspirados em drinques famosos

Por Juliana Lopes

Comente

Assuntos relacionados: culinária Bebidas caipirinha mojito rum