Estômago

estomago

Foto Divulgação

Comida, cozinha e culinária servem de inspiração para escritores, roteiristas e diretores produzirem ótimos filmes. Com Marcos Jorge não foi diferente. Até agora, Estômago já foi premiado como Melhor Filme pelo Público, Melhor Diretor, Melhor Ator (João Miguel) e Prêmio Especial do Júri no Festival Rio 2007, além de ser nomeado por antropólogos como a “Festa de Babette brasileira”.

O longa foi baseado no conto “Presos pelo estômago” (Lusa Silvestre) no qual um homem conseguia aumentar seu prestígio após mostrar o seu talento na cozinha.

No filme, o protagonista Raimundo Nonato partiu para a cidade grande em busca de uma vida melhor. Depois de contratado como faxineiro em um bar, ele acaba descobrindo o seu bom desempenho no preparo dos famosos petiscos de botequim.

Primeiro ele conhece o queijo gorgonzola, mais tarde misturado com goiabada e nomeado como Anita e Garibaldi - a combinação serve de base para a tragédia que acontece com o protagonista. Raimundo aprende a fazer boas coxinhas e pastéis e se aperfeiçoa ao longo da trama. Também se familiariza com universo da tradicional cozinha italiana e chega ao posto de ajudante de cozinha de um restaurante.

estomago

Foto Divulgação

A partir daí, ele consegue preparar os tradicionais macarrão alho e óleo, macarrão à putanesca, risoto à milanesa, , carpaccio, leitão ao forno, e até uma farofa de formiga.

O status de bom cozinheiro se reflete na sua vida social. Nonato não só conquista bens materiais, ascensão, mas também o amor de uma prostituta - uma relação de sexo em troca de comida.

A graça da história é descobrir como Nonato foi parar atrás das grades, onde também aproveita os seus dotes culinários para se destacar. Só no final do filme, o telespectador entende porque um homem aparentemente ingênuo e simples cometeu um delito, uma forma de mostrar a realidade brasileira e como muita gente precisa aprender as regras do jogo na batalha das grandes cidades.

Receitas (Anita e Garibaldi e Leitão ao forno: Livro de Receitas Estômago)

Por Juliana Lopes

Comente