Esculturas de alimentos com o chef Carving

Esculturas de alimentos

Fotos - Divulgação

Único representante da escola tailandesa de entalhamento no Brasil, Charlie Carving passou por vários países, em quase todos os continentes, estudando a culinária, a cultura e os costumes gastronômicos de cada um deles.

Em 2002, formou-se na respeitada Sydney Seafood School e três anos depois virou Mestre Barista pela Mr. Coffes Brisbane, escola que possui filiais mundo afora. Escolheu o Brasil para instalar a sua própria escola de culinária, mais precisamente o litoral de São Paulo, por uma simples razão. “Adoro este país. Escolhi o litoral porque prefiro morar em cidades menores e estou em busca de qualidade de vida. Também é pertinho de São Paulo, onde tudo acontece”.

Além de ensinar suas técnicas também pelo Brasil, Charlie expõe seus trabalhos em vários tipos de festas: casamentos, congressos ou mesmo confraternizações de empresas, onde confecciona logotipos.

Enquanto ele preparava os detalhes para o curso de Oficina de Esculturas em Alimentos, que ministrará na Equipotel, entre os dias 15 e 18 de setembro, o Vila Sabor aproveitou para conversar com o chef que sabe como ninguém transformar frutas e legumes em verdadeiras obras de arte. Limões e papaias ganham formato de peixes. E as flores são feitas a partir de pimenta dedo-de-moça, de pimentão, de alho poró, de nabo e abóbora. Confira a entrevista!

Vila Sabor: Qual é a principal característica da cozinha de entalhamento tailandesa?

Chef Charlie Carving: É uma técnica bastante complicada que trabalha o detalhe e a perfeição, a partir do uso da faca tailandesa e outros utensílios que importo. Os europeus têm até aparelhos específicos para facilitar o processo. Uso apenas frutas, legumes, formões (pequenas facas) e antioxidante para não escurecer algumas frutas e vegetais, além de muito amor. Este trabalho me dá liberdade e relaxa.

Vila Sabor: Quais são as frutas e legumes mais difíceis de trabalhar?

Chef Charlie Carving: Para mim todas são legais, porque cada fruta tem uma característica especial, porém a abóbora e melancia a casca é mais dura e conseqüentemente exige mais. Conforme o motivo da escultura posso demorar 15 minutos ou sete horas. Agora me recordo de uma melancia que fiz para o lançamento de um seriado de TV, ela tinha muitas palavras e rosas.

Vila Sabor: Quem já trabalha com cozinha consegue aprender as técnicas em pouco tempo?

Chef Charlie Carving: Depende de cada pessoa, umas têm mais talento que outras, porém qualquer pessoa pode aprender. Basta aprender a técnica e gostar de apresentar uma mesa bem decorada, como uma tábua de frios. Imagine incluir uma fruta decorada em cestas de café da manhã?

Vila Sabor: Você chega a reaproveitar essas frutas e legumes que utiliza?

Chef Charlie Carving: Depende de quanto tempo ela fica exposta e se serão cozidas depois. Muitos convidados levam para casa as frutas decoradas e muitas vezes consomem na festa mesmo.

Por Juliana Lopes

Comente