Drinques de verão!

Sex on the beach

Foto - Douglas Aby Saber

Nessa época, ele nunca sai do cardápio da balada. Mesmo sendo um drinque mais clássico, o Sex on the beach está em várias casas noturnas mundo afora e entre os mais pedidos para embalar as noites de verão.

Quando ele é bem feito, você não sente o gosto amargo da vodka e uma refrescância no paladar. Na linguagem dos barmans, a bebida se trata de um coquetel montado apesar de ser batido, ou seja, é um coquetel cuja composição contém ingredientes de densidades diferentes que devem ser montados nos próprios copos onde são servidos.

Outro também bastante conhecido é o drinque predileto de Marlyn Monroe. Quando a atriz queria esconder que estava tomando álcool, ela pedia um copo de Bloody Mary (balde de sangue) e bebia como se fosse suco de tomate.

Criado nos anos 20, em Paris, a mistura de vodca, suco de tomate, limão, pimenta-do-reino moída na hora, molho inglês e sal, decorada com salsão e cenoura, também fez a alegria de muita gente durante a Lei Seca, quando foi criado, pois a cor e o cheiro disfarçavam a presença de álcool, principalmente devido aos temperos. Nessa época, nem se imaginava que um dia o bafômetro poderia existir. Por esta razão e para sua saúde, aprecie, mas não exagere na dose.

Mais drinques: Mojito e Margarita

Juliana Lopes

Comente

Assuntos relacionados: culinária sabor drinques