Descubra as delícias da culinária mediterrânea

Culinária Mediterrânea

Foto - Shutterstock

A culinária mediterrânea virou uma das queridinhas dos amantes de dietas saudáveis e boa gastronomia. Classificada como Patrimônio Mundial e Imaterial da Humanidade pela UNESCO em dezembro de 2013, a dieta mediterrânea possui um cardápio bem balanceado, que conta com o consumo de frutos do mar, frutas, verduras e legumes, grãos diversos (como grão de bico, lentilha, feijões), nozes, amêndoas e outras oleaginosas, peixe, leite e derivados, vinho e temperos dos mais variados.

É verdade que boa parte do menu também engloba um consumo considerável de farinhas, massas e pães, mas a inclusão de carnes vermelhas e gorduras de origem animal é superbaixa, bem como o de produtos industrializados e doces. Além disso, a adoção dessa culinária no dia a dia pode reduzir em 30% as chances de infarto, de acordo com um estudo publicado pelo New England Journal of Medicine.

Conheça alguns pratos típicos dessa culinária:

Peixes e Frutos do Mar

Ricos em ômega 3, os peixes e frutos do mar são consumidos em abundância e preparados de todas as formas: assados, grelhados ou mesmo ensopados.

Frutas

São comumente usadas em sobremesas, sendo elas cruas ou cozidas, com caldas ou um pouco de açúcar. Também é comum o uso de frutas secas como figo, tâmaras e damasco em preparações tanto doces quanto salgadas.

Verduras e Legumes

Tomates, berinjelas, alcachofra, pimentões, vagens… Essas são as mais populares e encontradas em pratos tradicionais, como o ratatouille (ensopado de legumes indicado para acompanhar pratos com pouco molho) e o gazpacho (sopa batida e servida fria, feita à base de tomate e pão), ou em saladas.

Grãos/Cereais

O trigo é usado pela culinária mediterrânea das mais variadas formas. São pratos típicos dessa dieta os pilafs (arroz preparado com especiarias, popular no Oriente Médio), couscous (prato árabe feito à base de farinha ou polvilho, de milho, arroz ou mandioca), tabules e risotos. As leguminosas (feijão, lentilhas, e outros grãos) também são populares e podem ser encontrados em preparações como homus (pasta feita com grão de bico), ou cozidas em saladas bem condimentadas e regadas com muito azeite.

Azeite e Vinho

Não tem como pensar em dieta mediterrânea sem incluir o azeite e o vinho no meio. Além do uso do azeite de oliva extra virgem e o de oliva puro na maioria dos pratos, as oliveiras também são aproveitadas para produzir azeitonas das mais variadas texturas e sabores. E o vinho é companhia certa durante os almoços - com moderação.

Leite e derivados

O leite também é uma parte fundamental da culinária mediterrânea, sendo utilizado na produção de queijos, como o feta e o pecorino, e iogurtes.

Temperos

Alecrim, salsa, cominho, coentro, alho, açafrão, pimenta. Ervas e especiarias são o que faz toda a diferença na culinária mediterrânea, podendo inclusive diferenciar o gosto de cada prato em cada região. Manjericão e orégano, por exemplo, são abundantemente utilizados pelos italianos, assim como o açafrão é adorado na Espanha.


Por Tissiane Vicentin

Comente