Culinária japonesa: pratos que vão ao fogo

[img=1]

Se você perguntar a alguém os pratos que mais gosta da cozinha japonesa sem dúvida os sushis ou receitas à base de peixe cru estarão nas respostas. Apenas quem conhece essa culinária mais a fundo sabe que também existe várias massas, sopas e carnes bastante convidativas nos dias mais frios.

As preparações possuem composição nutricional equilibrada e estética caprichada. Pouco conhecido no Brasil, o Domburi é um bom exemplo. É feito com camadas de arroz cobertas de pedacinhos de carne e vegetais refogados.

Além do Yakisoba, outro prato quente tradicional é o Yakitori, nome que se dá a pedacinhos deliciosos de frango (coxa ou sobre-coxa), fígado de pato, moela, coração ou presunto grelhados. Geralmente são feito no espeto e acompanhados de arroz.

Já o Sukiyaki é a receita que os japoneses apreciam bastante no inverno. Depois de cortados os legumes, prepara-se esta comida na própria mesa onde vai ser servida. Primeiro joga-se a carne finamente cortada na panela apropriada, é acrescentado o caldo à base de soja e o sakê, antes de se adicionar os legumes e o tofu (espécie de queijo de soja).

O missô não é apenas usado na sopinha super nutritiva que muitos japoneses saboreiam pela manhã, ele é misturado com mel e saquê para dar brilho e sabor ao robalo grelhado.

Teriyaki quer dizer grelhado com molho tarê e pode ser feito com frango, carne, peixe ou frutos do mar. No Japão, cada restaurante têm a sua receita exclusiva para o molho, alguns fazem com caldo de peixe, outros com caldo de frango, dependendo com o que vai ser servido. Aqui no Brasil, ele é bastante consumido acompanhando o sushi salmon skin.

Também não podemos nos esquecer dos cogumelos, que acrescentam bastante sabor aos pratos que vão ao fogo. Há 800 anos, os tipos shiitaki e shimeji são tão triviais como arroz e feijão. E já está incorporado em vários pratos japoneses saboreados por aqui.

Por Juliana Lopes

Comente