Comidinhas de vó

comida de vo

Todo mundo tem guardado na memória pelo menos um prato que dá saudade da infância, principalmente os doces preparados pela vovó. Eles fazem voltar no tempo e confortam a alma e o coração. Para Oscar Magrini, por exemplo, o tradicional arroz com feijão, bife e batata frita sempre remete a momentos felizes da adolescência.

E foi justamente essa idéia de trazer o aconchego para a gastronomia que deu origem ao comfort food, onde o mais importante é experimentar sabores caseiros que tragam boas recordações ou momentos de felicidade. Aqui no Brasil, a tendência é mais apreciada no Rio de Janeiro. Mas na verdade, pode ser observada em outras partes do mundo. É só dar uma olhada nas cantinas italianas ou bistrôs franceses.

“Ao observar as pessoas dizendo: há quanto tempo não apreciava essa comidinha da casa da minha avó, tinha a certeza que isso seria a fórmula de sucesso para um restaurante no agitado centro do Rio de Janeiro”, afirma Andréa Tinoco, dona do bufê que leva seu nome e responsável também pelo cardápio de três restaurantes.

Na hora de escolher o cardápio do restaurante Rancho Inn, a chef resgatou sabores e emoções dos momentos de criança. “Optei por aquelas receitas que adorava, como, bacalhau aos prazeres, torta de limão e ainda crepe de brigadeiro”, revela.

Segundo Andréa, as pessoas que vivem nos grandes centros valorizam cada vez o horário de almoço e procuram momentos de bem-estar enquanto permanecem nos restaurantes. “Os clientes dizem que sentem como se estivessem em casa”, completa a chef.

Por Juliana Lopes

Comente