Chame o personal chef!

Personal Chef

Hoje em dia existe personal para tudo: personal stylist, personal training, personal consulting, personal shopper e até personal zen. A culinária também não ficou de fora e embarcou nessa onda com a criação do personal chef, uma tendência já consolidada na Europa e Estados Unidos que veio para o Brasil recentemente.

Muitas recém-casadas contratam o serviço para aprender preparações mais leves e saudáveis. Segundo o personal chef Roberto Tempel, cada aula tem duração de três a quatro horas ao dia. "Durante esse período ensino a combinação correta dos ingredientes e até mesmo harmonização de vinhos".

Além de técnicas mais avançadas, o personal chef também ensina como limpar alimentos, técnicas de congelamento, montagem do cardápio ou fazer compras. Segundo Roberto, geralmente as principais dúvidas acontecem na hora de escolher peixes e frutos do mar. “Sempre recomendo comprar o peixe inteiro e pedir para cortar em postas, porque você nunca sabe a procedência dele. Ele deve estar com a carne firme e os olhos vivos”.

Nos primeiros dias, o personal chef também auxlia na organização dos alimentos. Já no dia posterior é elaborado um cardápio equilibrado e, após algumas aulas práticas, a pessoa já está pronta para fazer um excelente jantar.

Quem já tem um pouco de experiência consegue fazer um cardápio completo com entrada, prato principal, acompanhamento e sobremesa em apenas um dia. Porém, os profissionais aconselham ter um aprendizado contínuo. “O principal é usar ingredientes de qualidade, criatividade e não ter medo de experimentar”, conclui Roberto.

Por Juliana Lopes

Comente

Assuntos relacionados: culinária receitas