A cozinha exótica do Oriente

comida exotica

Quando o assunto é viagem, todo mundo tem uma história para contar, principalmente quando se visita restaurantes típicos ou é convidado para banquetes na casa de nativos. A restauranteur Monica Ibeas que o diga. Na Polinésia Francesa (região do pacífico sul formada por 118 ilhas e atóis), ela ficou surpresa ao saber que experimentou carne de cachorro pensando que fosse carne de porco. “Jamais teria comido, porque adoro cachorros. Fiz confusão porque observei muitas criações de porco no quintal das casas. O gosto é até parecido”.

Por ser uma pessoa curiosa, Mônica também degustou o churrasco de porco. “Dificilmente ele é servido aos turistas, apenas entre as pessoas locais”. Ela explica que antes de ser preparado, o porco permanece enterrado com especiarias e pimenta para apurar o sabor da carne. “Apesar dos temperos, a digestão não chega a ser pesada ou complicada”, garante.

Quem também vivenciou hábitos inusitados e até exóticos foi Beppe Negozio, chef do paulistano Riso&Altro, que permaneceu em vários países asiáticos por doze anos. Conforme o chef, na Índia e Tailândia, por exemplo, deve-se comer com a mão direita, pois a esquerda é usada somente para higiene pessoal. “Talvez em alguns restaurantes mais simples, o turista só encontre colheres”, alerta.

Na dúvida, Beppe indica que se coma com a mão mesmo uma vez que a limpeza dos talheres não é muito confiável. Enquanto esteve na Tailândia, ele não pensou duas vezes antes de experimentar grilos e gafanhotos. Também saboreou serpentes e larvas na China. Mas o seu predileto foi o Espaguete com Larvas. “Simplesmente uma delícia”.

Na casa dos tailandeses, o chef apreciou diversas iguarias com arroz e verduras, além do típico Chow Mein. Já na Mongólia, ofereceram uma bebida de leite de égua. “No Tibet existe um chá preto envelhecido por três anos, muito seco. É preparado com leite, sal e manteiga de leite de yak - búfalo que vive nas montanhas”.

Porém, o que mais chamou a sua atenção foi o prato gyathuk, sopa dos cem sabores que contém vários tipos de carnes - cabra, frango, búfalo e peixe - ervas medicinais, verduras e brotos diversos. Por se tratar de uma preparação caríssima é servida apenas entre pessoas mais abastadas, em ocasiões super especiais.

Por Juliana Lopes

Comente