Farofas

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Rendimento

1 porção

Ingredientes

Modo de preparo

Segundo uma lenda indígena do Pará, a filha de um chefe engravidou sem manter contato com nenhum homem. Passado algum tempo, nasceu uma menina muito bonita, a quem deram o nome de Mani. Quando tinha um ano de idade, sem demonstrar estar doente, a menina morreu. No lugar de seu sepultamento, nasceu um arbusto que, no devido tempo, fez a terra abrir-se para mostrar as raízes: eram as primeiras mandiocas, palavra que deriva de mani-oca, a casa de Mani . Este vegetal foi um presente dos deuses. Dele, os indígenas preparavam a farinha, fonte de grande parte das calorias de seu cardápio. Processavam-na de modo artesanal e simples, que continua a ser usado em muitos locais do Brasil, onde não chega o produto industrializado: a mandioca é ralada e ligeiramente torrada. Logo no início da Colonização, os portugueses perceberam o potencial do produto e abasteciam os navios que regressavam à Europa com a farinha de mandioca a que chamavam, na época, farinha de guerra. Usavam-na, também para alimentar os escravos que vinham nos navios negreiros, durante as longas travessias. Durante o período da Colonização, a farinha de mandioca foi largamente usada pelos desbravadores, obrigados a alimentar-se com o pouco que pudessem carregar de durável em lombos de burros. Provavelmente aí foi que surgiu uma das mais tradicionais preparações de nosso receituário: as farofas. O ingrediente principal é a farinha, branca ou torrada, cada um faz a seu modo. O modo de preparo, não tem segredo: refogue tudo que encontrar e acrescente a farinha... hum... São incontáveis as variações. Praticamente, você pode fazer um tipo de farofa por dia, durante todo um ano, sem repetir a receita ou tropeçar na mistura. Existem farofas de tudo, desde a farofa de manteiga, em que só se usa manteiga, farinha de mandioca e sal, até preparações riquíssimas em ingredientes, onde entram até o arroz e feijão. Para vocês, o Cyber Cook preparou uma lista de receitas desse tipo de prato tão versátil e tão representativo de nossa História.

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente