Brigadeiro de várias formas

Brigadeiro

Democrático, o bolinho coberto com granulado é um ícone das festinhas de aniversário e também um dos preferidos entre os adultos. Até hoje não se sabe ao certo a sua origem. Algumas evidências provam que ele nasceu em São Paulo, na década de 20 ou 30. Isso porque seus ingredientes básicos, como leite condensando e chocolate em pó, eram produzidos no Estado. Em 1921, a Nestlé começou a fabricar o pioneiro Leite Moça e a fábrica do famoso “chocolate dos padres” também iniciou as suas atividades.

Apesar de ser um docinho fácil de preparar, até a criançada ajuda no preparo, ele requer uma certa prática para saber o ponto certo. Quando você deixa passar do ponto, parece um puxa-puxa, que gruda nos dentes, o contrário deixa o bolinho macio demais. Se você usar o fogo muito alto, cuidado, o movimento deve ser uniforme e rápido. Para saber se está pronto, é só observar quando ele já solta da panela ou mesmo começa a aparecer aquelas bolinhas crocantes.

A receita tradicional é a predileta, mas há também as suas variações. Em algumas casas você encontra sabores como gengibre e até wasabi. A chef Carole Crema usa ovomaltine, nutella, rum ou café. Veja algumas receitinhas:

Brigadeiro de caféBrigadeiro de coco queimadoBrigadeiro com biscoitoBrigadeiro gelado com rumBrigadeiro Rosa

Por Juliana Lopes

Comente