Priscilla Darolt essencialmente feminina

Priscilla Darolt essencialmente feminina

Foto/Arquivo MBPress

Sim, foi um desfile pautado na essência feminina, traduzido em todas as suas contradições. Força, ou o desejo de ser forte, lado a lado, à encantadora fragilidade da mulher.

As estruturas rígidas marcaram boa parte do desfile de Priscilla Darolt. A forma do corpo feminino foi moldada por ela por espartilhos, peça chave da coleção, feitos de materiais esportivos. Moulage empregado em peças feitas em velcro, cadarço de algodão, passadores de borracha, telas de algodão, couro e camurça.

[galeria]

O contraponto à essa dureza foram as estampas de orquídeas impressas em vestidos de seda mais fluidos, com fragmentos de alfaiataria sobrepostos. "Algo estilo paper doll, aqueles desenhos de bonecas com várias opções de roupas em recorte de papel", diz a estilista.


Essas são as características que aliadas a uma cartela composta de branco, preto, cinza e tons de azul e roxo, constroem o inverno de Priscilla Darolt.

Por Karina Conde

Comente