Gafes de modelo

Gafes de modelos

Foto/Arquivo MBPress

Para não "fazer a louca" (deixar algo sair errado como se diz no mundo das modelos), e sair dando gafes antes e durante o desfile, as modelos passam por um constante aprendizado e recebem orientações das assistentes de books. Mesmo assim, deslizes acabam acontecendo e não passam batido dos cliques dos fotógrafos.

Nesta edição da SPFW, por exemplo, a modelo da Rosa Chá escorregou do salto. Restou pegar o scarpin rosa claro e continuar a caminhada, com elegância. "Isso não é muito certo, sempre aconselhamos deixar o que for, sapato ou acessório do cabelo, na passarela e continuar como se não tivesse acontecido nada. O pessoal do staff recolhe depois", comenta Stella Maris, da Elite Model.

A assistente explica que dois dias antes do desfile as modelos participam da prova de roupas, onde o estilista define quais as peças estão de acordo com as características de cada uma. "Além disso, quais delas são ‘a cara do desfile’", acrescenta. No dia "D", geralmente elas chegam entre cinco e seis horas antes do horário marcado para entrar na passarela. "Elas precisam entrar no backstage com o cabelo limpo e seco. A roupa deve ser confortável, sem muita gola". Muitas se esquecem que é importante usar uma calcinha cor da pele, e deixar o desodorante roll on de lado, principalmente para não manchar as roupas pretas.

Com a maquiagem pronta, às vezes resta um bom tempo até a colocação das roupas e acessórios. Nesse intervalo, elas jogam baralho, pegam o livro preferido da bolsa ou colocam o Ipod para funcionar. Daiane Conterato, por exemplo, disse recentemente que adora Bob Marley, mas também não consegue para de ouvir Jack Johnson e Bem Harper, estão sempre no seu playlist.

Na hora de colocar os sapatos, Stella conta que muitas delas chegam a chorar quando estão apertados. "É preciso se controlar na hora, porque borra a maquiagem. Sem fazer muito alarde, elas devem chegar na produtora que elas dão um jeito".

Novata na semana de moda de São Paulo (também foi a primeira vez que ela pisou nas passarelas do Fashion Rio), Nathalia Araujo, vencedora do concurso Elite Model Look Look Brasil 2009 e vice-campeã no mundial, confessa que realmente o sapato é uma das piores coisas na passarela.

leia também


"Por isso, antes de entrar, fico andando para ver se o sapato está dando certo. Também observo a roupa e vejo se não está caindo. Momentos antes aproveito para me concentrar para não acontecer erros", conta. Tudo para conseguir brilhar em desfiles como Gloria Coelho e Alexandre Herchcovitch, os mais cogitados no mundo das modelos.

Por Juliana Lopes

Comente